Início Empresas Aéreas Rússia retalia e proíbe voos da Air France, após empresa evitar Belarus

Rússia retalia e proíbe voos da Air France, após empresa evitar Belarus

O incidente diplomático e aeronáutico gerado por Belarus com um Boeing da Ryanair está longe do fim, e agora envolve oficialmente a Rússia.

Divulgação – Air France

Um voo da Air France de Paris para Moscou foi cancelado hoje, após a empresa francesa solicitar uma rota que evita a Bielorrússia, também conhecida como Belarus. A medida da empresa francesa foi um boicote e também precaução, já que o voo da Ryanair, de Atenas para Lituânia, foi desviado para Minsk, capital de Belarus, após uma falsa ameaça de bomba ser informada aos pilotos pelos controladores bielorrussos.

Desde então, a maioria da União Europeia, incluindo a França, proibiu voos de e para Belarus, isolando o país que já tinha algumas sanções econômicas impostas pelo bloco e parte do ocidente.

Segundo a Reuters, por causa do desvio do voo, que agora irá sobrevoar a Lituânia, foi necessário uma nova autorização da Rússia por causa da mudança na rota de entrada do avião no território russo. Tal permissão não foi concedida até a decolagem do voo AF1154 na manhã de hoje, levando o voo a ser cancelado.

A Air France informou que lamenta o ocorrido e que espera que o próximo voo, de sexta-feira (28), já esteja autorizado pela Rússia e que se realize normalmente.

Já é o segundo caso no dia de voos com problemas após as retaliações contra e a favor da Bielorrússia. O primeiro foi de um voo de um Embraer da Belavia Airlines que decolou de Minsk mas teve que retornar:

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile