Rwandair informa que planeja voar para o Brasil

Foto de Pedro Aragão – C.C. 3.0

Lançar voos entre Ruanda e Brasil, esse é um dos próximos alvos que a Rwandair está mirando. O anúncio foi feito na quarta-feira (14) por Yvonne Makolo, diretora geral da empresa aérea nacional de Ruanda após a assinatura de um acordo de cooperação de transporte aéreo entre Ruanda e o Brasil. Acordo esse firmado entre Claver Gatete, ministro da Infra-estrutura de Ruanda, e Fernando Lins Estellita Salvo Coimbra, embaixador do Brasil no país africano, prevê a abertura de voos comerciais entre os dois países.

“Este acordo segue um memorando de entendimento assinado entre os dois países em Colombo, no Sri Lanka, em dezembro de 2017”, disse o ministro ruandês após a cerimônia de assinatura. Claver Gatete acredita que esta nova parceria deve facilitar a circulação de pessoas e bens entre os dois países e ajudar a impulsionar a cooperação bilateral nas áreas de comércio e turismo.

Por sua vez, o embaixador brasileiro descreveu a assinatura deste acordo como “histórico”. “O acordo assinado hoje abrirá caminho para uma cooperação mais frutífera entre o Brasil e o Ruanda. Estamos acompanhando de perto os esforços da aviação civil de Ruanda, e os parabenizamos por suas conquistas “, disse Fernando Estellita Lins, de Salvo Coimbra.

As possíveis rotas não foram comentadas, tampouco os equipamentos que seriam utilizados para tal. A frota de longo alcance da Rwandair hoje é composta por apenas dois Airbus A330 (um -200 e um -300).

Com informações do NewsAero

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.