Ryanair assina acordo com união de pilotos de Portugal

A Ryanair anunciou hoje, 19 de outubro, que assinou um acordo com o SPAC (união de pilotos de Portugal), que providenciará contratos de garantia de senioridade e transferência de base para cobrir todos os pilotos da Ryanair diretamente empregados em Portugal.




Avião Boeing 737 Ryanair

A Ryanair também assinou esta semana acordos similares com a BALPA no Reino Unido e a ANPAC na Itália, cobrindo todos os pilotos britânicos e italianos diretamente empregados da Ryanair.

Após negociações em Madri nesta semana, a Ryanair também espera assinar em breve um acordo de reconhecimento com o SEPLA, um grupo de pilotos espanhóis, que abrirá caminho para negociações rápidas sob a lei espanhola.

O chefe de Recursos Humanos da Ryanair, Eddie Wilson, disse:

“Estes acordos assinados com as uniões de pilotos em Portugal, Reino Unido, Itália e em breve na Espanha, demonstram o progresso considerável que estamos fazendo na celebração de acordos sindicais com nossos funcionários em nossos principais mercados da União Europeia (UE).

A recente onda de falências na Europa, incluindo Primera Air, Cobalt, Azur Air e Small Planet, bem como fechamentos / cortes de base anunciados por muitas das maiores companhias aéreas da Europa em resposta aos preços mais altos do petróleo e tarifas aéreas mais baixas, tem dado um estímulo significativo a essas negociações sindicais nas últimas semanas.




Os pilotos e tripulantes da Ryanair reconhecem que gozam de melhores salários, melhores registros e segurança de emprego significativamente melhor do que os seus homólogos de muitas outras companhias aéreas da UE e nós, da nossa parte, reconhecemos e trabalhamos com os sindicatos para celebrar acordos que abordem as principais questões que preocupam os nossos pilotos e tripulantes de cabine em todos os nossos principais mercados da UE.

Espero que estes acordos na Espanha e em Portugal, em particular, encorajem os sindicatos de tripulantes de cabine nesses dois países a remover os funcionários das companhias aéreas concorrentes (que têm bloqueado o progresso) e a rapidamente concluir acordos de tripulantes de cabine naqueles países.”

 
Informações pelo Aviator.
 

Ryanair cancela mais de 400 voos nesta sexta-feira devido a greve de tripulantes

Ryanair anuncia retorno a Marselha e mais uma nova base na França

Tailândia deve ganhar nova companhia em breve, a Air Lanna




Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.