Salvador Bahia Airport celebra Mês do Meio Ambiente com exposição de pássaro no terminal

Imagem: VINCI Airports / Will Recarey

Dentre as ações realizadas em prol da sustentabilidade no Salvador Bahia Airport, integrante da rede VINCI Airports, a preservação da biodiversidade e as medidas alinhadas ao conceito de economia circular ganharam destaque nas comemorações do mês que celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente deste ano. Uma exposição de pássaros feitos 100% de plástico reciclado ficará em exibição no terminal de passageiros até o dia 7 de julho.

Além de ilustrar a nova diretriz “Plastic Free” do aeroporto, a exposição chama a atenção para o trabalho de conservação das espécies locais. Através do programa de gerenciamento de fauna, o Aeroporto de Salvador conseguiu reduzir em 80% a ocorrência de colisões de aves com aeronaves entre 2018 e 2020, com ganho para a preservação da biodiversidade e para a segurança das operações de pouso e decolagem.

Os animais encontrados no sítio aeroportuário são capturados, avaliados por veterinário, catalogados e depois soltos em locais licenciados para tal. Ao todo, já foram registradas mais de 250 espécies de fauna pela equipe do Aeroporto de Salvador.

Já o conceito de economia circular é trazido em parceria com a startup baiana Lowtech, que utilizou mais de 12 quilogramas de plástico retirado do meio ambiente e reciclado para confecção dos pássaros expostos no terminal. “A ideia é chamar a atenção para a necessidade de reduzirmos o consumo do plástico e mostrar que os resíduos devem ser reaproveitados e não descartados”, afirma.

Imagem: VINCI Airports / Will Recarey

Plastic Free

Atualmente são geradas cerca de seis toneladas de plástico por ano no aeroporto. Todo o material é recolhido, segregado na central de resíduos e posteriormente enviado para empresa de reciclagem.

Além disso, todos os membros da rede VINCI Airports estão incorporando o conceito de Plastic Free, que tem como objetivos a eliminação do uso de plásticos e embalagens descartáveis e a conscientização das pessoas sobre seus efeitos no meio ambiente, em linha com estratégia ambiental global do Grupo.

Zero descarte

O Salvador Bahia Airport foi o primeiro no Brasil a ser zero efluente (100% dos efluentes são tratados e convertidos em água de reuso) e a não dispensar resíduos sólidos em aterros sanitários, recuperando todo o lixo gerado. Ao reciclar ou reinserir os resíduos de alguma forma em outros processos, essas iniciativas refletem o compromisso da empresa com a economia circular.

Desde que foi integrado à VINCI Airports, o Aeroporto de Salvador vem investindo em iniciativas para redução de impactos ambientais e conservação dos recursos naturais. As ações têm como objetivo: reduzir o consumo de água, não dispensar resíduos sólidos em aterros (meta já alcançada pelo Salvador Bahia Airport) e reduzir a pegada de carbono pela metade.

Reconhecimento

Pelas ações já implantadas, o Salvador Bahia Airport foi reconhecido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) como o mais sustentável do país em 2019 e 2020. Conquistou também o Prêmio Via Viva 2020 – categoria Aeroviário, concedido pelo Ministério da Infraestrutura.

Em 2020, o aeroporto passou a integrar o Comitê Permanente de Meio Ambiente do Conselho Internacional de Aeroportos (ACI Global) para um mandato de três anos. Além disso, conquistou o nível 2 da certificação ACA (Airport Carbon Accreditation), concedida pela organização Airport Council International (ACI) e que reconhece progressos em direção à redução da pegada de carbono.

Informações da VINCI Airports

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias