SATA Azores se despede do Airbus A310 com passagem baixa

A companhia portuguesa SATA/Azores Airlines, baseada no Arquipélago dos Açores no Oceano Atlântico, despediu-se ontem (15) do seu último Airbus A310.




A aeronave de matrícula CS-TGV e batizada de “São Miguel” foi o último Airbus widebody de primeira geração a operar sob a bandeira de Portugal.

O A310 São Miguel foi recebido em fevereiro de 2000, e desde então operou exclusivamente para a companhia portuguesa. Os A310s na SATA conectavam os Açores com o Canadá, Reino Unido e Alemanha, além de Portugal continental. Também realizavam voos fretados para turistas.

Avião Airbus A321neoLR SATA Azores
Substituto do A310 será o menor porém capaz A321neo/LR

Agora será substituído pelo mais econômico A321neo/LR, trazendo maior viabilidade à companhia portuguesa que sempre passou por altos e baixos, muitas das vezes associadas aos custos altos do A310 e sua baixa disponibilidade operacional.

O Airbus A310 teve também uma grande história na TAP, sendo o primeiro Airbus da companhia e por muitos anos figura carimbada no Brasil.

A SATA era a última operador civil que voava o A310 de maneira regular na Europa. Agora só restam a Força Aérea da Espanha, a Luftwaffe e uma empresa que realiza voos com “gravidade zero” na aeronave.

Veja como foi a festa em gravidade zero feita num Airbus A310

Após investir na TACV, Icelandair está próxima de comprar a SATA

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Embraer avalia conversão permanente de E-Jet de passageiros para carga

0
Após a Azul adaptar alguns de seus jatos E195 de passageiros para carga, a Embraer estuda fazer o mesmo, convertendo em um programa oficial.