Sem voos na quarentena, aeroporto na Lituânia vira um enorme cinema “drive-in”

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Enquanto um avião cargueiro decola na pista, do outro lado do aeroporto de Vilnius algumas centenas de pessoas se reúnem para pegar um cineminha de dentro de seus carros em pleno pátio onde outrora aeronaves eram preparadas para voar aos mais diversos destinos.

Imagem LRT News (Lituânia)

Segundo reporta o Euronews, os ocupantes de cerca de 160 veículos se reuniram ao melhor estilo vintage de um cinema drive-in ao ar livre, enquanto seguiram instruções estritas para manter as janelas fechadas a fim de impedir qualquer chance de propagação do novo coronavírus.

Um vídeo postado no Twitter do DW, mostra como os lituanos ficaram encantados com a chance de assistir ao filme sul-coreano Parasita, vencedor do Oscar, na noite de estreia do AeroCinema de Vilnius.

Aeroporto semi-aberto

Todos os voos regulares de passageiros em Vilnius cessaram há um mês, quando a Lituânia entrou em confinamento para combater o vírus, desde então, o isolamento parou o movimentado aeroporto, por onde passaram cerca de 3,8 milhões de pessoas no ano passado.

Restaurantes, salas de concerto e cinemas permanecem fechados e os lituanos são incentivados a ficar em casa. Se eles saírem, devem usar uma máscara e não podem estar em um grupo maior que dois. O governo, no entanto, nesta semana permitiu a reabertura de cafés ao ar livre e alguns eventos, como o cinema drive-in, à medida que a taxa de infecção diminuía.

“A exibição de filmes no aeroporto sempre foi o meu sonho, mas só agora temos a oportunidade. Geralmente, o pátio do aeroporto é muito ocupado durante as operações normais. A resposta foi incrível, estamos [com bilhetes] esgotados nos próximos dias. As pessoas estão muito cansadas depois de ficar em casa por tanto tempo e querem sair”.

– Algirdas Ramaska, organizador do cinema, que dura quatro semanas, ao Euronews

O festival internacional anual de cinema em Vilnius, que ocorre em março, foi cancelado devido ao lockdown, e Ramaska ​​diz que espera manter a equipe do empregada, exibindo os filmes do evento no aeroporto pelas próximas quatro semanas.

“É realmente uma experiência incrível assistir a um filme aqui – nunca estive dentro do aeroporto no meu carro, apenas em um avião”, disse Egle Ribaciauskaite, 34 anos, em entrevista ao DW.

Na entrada, as pessoas eram instruídas a permanecer em seus carros o tempo todo e a dirigir para fora do aeroporto se fosse necessária uma pausa para ir ao banheiro. As rotas de taxiamento para as aeronaves em movimento foram redesenhadas no aeroporto, para evitar que atrapalhassem o cinema e, claro, os voos, que são na maioria cargueiros.

Uma curiosidade do evento é que foi usada uma radio-freqüência sobressalente (98,8 Mhz) para transmitir o som do filme para os rádios dos veículos.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Comentários estão fechados.