Início Empresas Aéreas Sem voos regulares há meses, pilotos da South African anunciam greve

Sem voos regulares há meses, pilotos da South African anunciam greve

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Embora sumida, a South African Airways (SAA) ainda não acabou, e seus pilotos anunciaram uma greve que será levada adiante caso suas demandas não sejam atendidas.

O que pode parecer estranho de início, já que a SAA não tem voos comerciais faz meses, tem uma justificativa: a empresa estaria mantendo 88 pilotos na ativa, e eles estariam fazendo voos especiais e muito pontuais, seja de repatriação ou de cargas especiais, trazendo vacinas ou insumos médicos.

Estes pilotos agora foram chamados para o treinamento, a fim de manter suas habilitações válidas, porém, uma parte denunciou o caso ao sindicato, que fez uma assembleia.

A SAA Pilots Association (Saapa) realizou uma votação onde 98% dos membros decidiram entrar em greve em 48 horas, caso a SAA não pague as rescisões devidas desde o ano passado, assim como pague os salários atrasados.

Desde o meio do ano passado a empresa não tem voado mais voos regulares, sendo que a Pandemia do Coronavírus foi o tiro de misericórdia na estatal que já acumulava crises e prejuízos bilionários.

O plano, que até hoje não decolou, era criar uma nova empresa, do zero, mas usando boa parte do pessoal e da estrutura física da SAA. Apesar de parecer boa, a ideia custaria ao menos $1 bilhão de dólares, e não foi aprovada por setores do governo, além de sindicatos, que não aceitam que a empresa nova tenha apenas 20% dos funcionários da antiga.

Apesar desta novela, a subsidiária de baixo-custo da SAA, a Mango Airlines, tem voado normalmente e dentro das restrições de viagem colocada pelo governo sul-africano. A concorrente Comair, subsidiária da British Airways, também retomou as atividades e teria planos de expansão para tomar parte do lugar da SAA.

Com informações do portal sul-africano TimesLive

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile