Singapore sinaliza que vai continuar voando com a maior parte dos seus A380

Mesmo tendo sido a primeira empresa a aposentar um Airbus A380, a Singapore Airlines tem dado sinais de que vai manter os superjumbos em sua frota por mais algum tempo. Não todos eles, mas ao menos doze unidades receberão as mais recentes suítes de primeira classe e assentos de classe executiva da empresa aérea, anunciou a companhia em comunicado.

O novo leiaute, além de moderno, garante uma nova experiência de viagem aos passageiros. Como exemplo, na classe executiva, os assentos permitem que casais nos assentos do meio, em pares, deslizem para baixo a divisória e transformem seu assento numa cama de casal, além de compartilharem melhor sua experiência de viagem.

O trabalho de atualização será realizado em Cingapura, mas com a Covid-19 continuando a estrangular a demanda global de viagens – a base do modelo de negócios da Singapore Airlines é conectar o mundo através de seu hub de Cingapura – não há prazo para quando veremos os superjumbos voando novamente.

“Continuamos monitorando de perto a demanda por viagens e permaneceremos ágeis para garantir que possamos implantar a capacidade adicional para atender a qualquer aumento na demanda”, disse a Singapore Airlines. “Dados os padrões de demanda atuais, não prevemos que nossas aeronaves A380 voltem ao serviço no curto prazo”.

Enquanto isso, a empresa trabalha na atualização das cabines. Enquanto doze aeronaves ficarão na frota, outras sete estão em estado de “hibernação” estacionados no deserto australiano e, provavelmente, não voltem mais a voar nas cores da empresa cingapuriana.

Primeira classe

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias