Voo mais longo do mundo irá retornar, mas com avião e aeroporto diferentes

A350-900 da Singapore. IMAGEM: N350xwb via Wikimedia

A Singapore Airline anunciou na segunda (19), que retomará os voos diretos entre Cingapura, na Ásia, e Nova Iorque, nos Estados Unidos. A partir de 9 de novembro, a companhia passará a voar três vezes por semana para o Aeroporto JFK, na metrópole norte-americana e configurará um novo perfil para o voo de passageiros mais longo do mundo.

Primeira no JFK

Será a primeira vez que a companhia aérea operará voos regulares entre o seu país natal e o aeroporto JFK. Até 23 de março, a empresa utilizava o terminal de Newark, em Nova Jersey, mas os voos foram suspensos com o agravamento da pandemia. As viagens anteriores da empresa para o JFK ocorriam por meio de conexão em Frankfurt, na Alemanha,  com a parceira de Star Alliance, Lufthansa.

O voo tem previsão de durar mais de 18 horas, sem paradas, e será de novo o voo mais extenso do planeta em uma operação comercial com passageiros. De acordo com a agência Bloomberg, a companhia aposta na desaceleração da pandemia no país asiático e a retomada da demanda nos Estados Unidos.

A350 padrão

Para atender à demanda de carga que existe, uma pequena mudança de aeronave será feita: o Airbus A350ULR sai para entrar o A350-900 padrão da companhia, configurado para 42 passageiros na classe Executiva, 24 na Econômica Premium e 187 na Econômica padrão.

O A350ULR é uma versão especial do A350, encomendada especialmente pela Singapore Airlines para exatamente operar os voos para Nova Iorque, que são ultra longos e feitos por grandes executivos de empresas. Nesta versão uma parte do compartimento de carga é retirada para instalação de tanques de combustível extras, permitindo o voo mais longo. Porém a situação atual, onde a demanda de passageiros é baixa e a de carga é alta, fez a empresa repensar os planos.

Trajetória em linha reta do voo © GCMap

Agora, ao invés de voar com o jato que leva 161 passageiros (67 na Executiva e 94 na Econômica Premium), voará com o A350 padrão levando até 253 passageiros. Esta versão de três classes é chamada de Long Haul na Singapore, e compreende as aeronaves com matrículas 9V-SMX e o 9V-SJA.

Existe ainda outra versão, utilizada nos voos internacionais de curto alcance dentro da Ásia e Oceania, que é a Medium Haul, que leva 303 passageiros, com 40 assentos de executiva e 263 de econômica.

Os novos voos para o JFK irão durar até 18 horas e 40 minutos e, apesar da companhia não informar, é esperado que exista uma restrição de passageiros por voo devido ao peso, mas que não deverá ser o problema dado a baixa demanda por questões de fronteiras fechadas.

Otimismo

A Singapore Airlines disse em comunicado que espera uma demanda “significativa” de carga nos voos de Nova Iorque, ajudada pela intensificação do e-commerce na pandemia, além de produtos farmacêuticos, entre outros. Nova Iorque e Los Angeles são os dois únicos destinos nos Estados Unidos com operação já definida pela Singapore.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias