SKY é a primeira da América do Sul a colocar 238 assentos no avião A321neo

A SKY, uma transportadora de baixo custo com sede no Chile, recebeu seu primeiro A321neo alugado da Air Lease Corporation, tornando-se a primeira companhia aérea do Chile a operar o A321neo.

A321neo SKY – Imagem: Airbus

As aeronaves A321neo encomendadas pela SKY são equipadas com motores CFM Leap-1A e podem acomodar até 238 passageiros em duas classes. Com isso, a SKY torna-se a primeira companhia aérea da América do Sul a operar o A321neo com uma configuração de cabine de alta densidade.

Em termos comparativos, a brasileira Azul Linhas Aéreas opera o A321neo com uma configuração de 36 fileiras, em um total de 214 assentos, ou cerca de 10% menos lugares.

O A321neo tem 95% de fuselagem em comum com a família A320 da Airbus, encaixando-se à frota existente de 19 A320neo da SKY. Esta aeronave incorpora motores de nova geração e Sharklets, que juntos oferecem mais de 20% de economia de combustível e CO2, bem como 50% de redução de ruído. 

Além disso, o A321neo compartilha uma classificação de tipo comum com outros membros da Família Airbus A320, que permite aos pilotos da Família A320 pilotar a aeronave sem treinamento adicional.

A SKY é cliente da Airbus desde 2010 e se tornou uma operadora totalmente Airbus em 2013. O A321neo permitirá que a SKY expanda ainda mais sua oferta de rotas na América Latina em um futuro próximo.

A companhia tem uma encomenda de sete Airbus A321neo, além de mais dez da versão de maior alcance da família, o A321XLR. Este primeiro A321 será configurado com os 238 assentos em uma única classe.

Em tempos normais, a SKY tinha voos internacionais para Bogotá, na Colômbia; Buenos Aires e Mendoza, na Argentina; Cancún, no México; e Florianópolis, São Paulo e Rio de Janeiro, no Brasil. No verão, também fazia voos para Montevidéu e Punta del Este, no Uruguai, e tinha planos de operar para Punta Cana, na República Dominicana.

A Airbus vendeu mais de 1.100 aeronaves e tem uma carteira de quase 430 aeronaves para entrega na América Latina e no Caribe. Atualmente, a Airbus tem mais de 660 aeronaves em operação em toda a região, representando aproximadamente 60% da participação de mercado da frota em serviço. Desde 1994, a Airbus garantiu quase 70% dos pedidos líquidos na região.

Com informações da Airbus

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Grupo da ANAC entrega proposta de atualização de regra sobre análise...

0
O Grupo Brasileiro de Segurança Operacional da Aviação Comercial (BCAST) realizou no dia 19 de novembro uma reunião de encerramento