Início Empresas Aéreas South African Airways míngua, devolve quase toda a frota e terá apenas...

South African Airways míngua, devolve quase toda a frota e terá apenas seis aviões

A poucos dias de apresentar seu novo plano de salvação (pela décima vez), o grupo que administra a South African Airways disse que chegou a um acordo com cinco sindicatos sul-africanos sobre a quantidade de funcionários da nova empresa e sua frota. No entanto, e obviamente, tudo isso ainda precisa ser aprovado pelos credores na próxima terça-feira, 14.

Os profissionais de resgate de negócios (BRP) Les Matuson e Siviwe Dongwana revisaram a versão anterior do plano de salvação da SAA, e agora preveem que, além dos 1.000 que serão mantidos outros 1.000 serão colocados em licença por um período de 12 meses. Nesse período, a SAA contribuirá com um total de USD 275 como forma de pensão para cada funcionário, além de fornecer a assistência médica da empresa. Além disso, a empresa criará um pacote de demissão voluntária.

De acordo com o Departamento de Empresas Públicas local, os sindicatos que aceitaram a oferta, mas para que ela seja válida, pelo menos 75% dos credores devem concordar com o plano durante a próxima votação, a ser realizada em 14 de julho.

De acordo com o plano proposto, a SAA reestruturado retomará os voos ainda este ano com apenas seis aeronaves de corpo estreito (“narrowbody”). Isso considerado, um total de 31 aeronaves desse porte serão devolvidas, além de todas as de corpo largo (“widebody”).

Dentre as aeronaves de grande porte, restam apenas poucos na frota atualmente. Ontem, flagramos um Airbus A350-900 sendo levado para o deserto espanhol, no entanto, mais tarde identificamos que foram, na verdade, dois A350 e um A330 levados para Teruel. Além desses, seis A320 que partirão para Eslovênia, França e Estônia em 14 de julho. Em 15 de julho, será a vez de cinco A330-300 partirem para a França, a Holanda e Espanha. Os dois últimos A350-900 devem ir embora em breve, mas não têm o destino definido ainda.

Isso deixará a SAA com sete aeronaves; três A319, quatro A320. Será um fim melancólico ou um recomeço de baixo.

Sair da versão mobile