Substituição do papel pelo digital cresce entre aéreas brasileiras

Sistema de embarque eletrônico que despensa bilhetes de papel. Imagem: SITA

Já são oito as empresas aéreas brasileiras que adotam ou estão planejando a implantação de sistemas digitais para registro oficial de informações, em substituição aos documentos em papel. As informações são da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Na última semana, LATAM foi aprovada pela ANAC para implementação do registro digital. A Líder táxi-aéreo e a CHC do Brasil táxi-aéreo já estão autorizadas pela Agência a utilizar os sistemas digitais. A GOL Linhas Aéreas, a Two Flex e outras quatro companhias estão nas etapas iniciais de implementação.

Por meio da Resolução nº 458, a ANAC liberou para os membros do setor aéreo o desenvolvimento de softwares para controle de dados. A iniciativa integra o programa Voo Simples, que objetiva modernizar e desburocratizar as regras da aviação civil.

Essa iniciativa busca permitir que os regulados desenvolvam plataformas para registros de informações de maneira unicamente digital, o que facilita e reduz custos do envio de informações para a ANAC, além de estar alinhada com instruções internacionais, como o editado pela Autoridade de Aviação Civil dos Estados Unidos (FAA), ou com certificações padrão ISO 27000.

A ANAC ressalta que a utilização de ferramentas digitais pelos operadores deve ser precedida de autorização da Agência.

Informações da ANAC

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Piloto brasileiro conta como foi ter um condenado entre passageiros de...

0
O comandante comenta que a maior parte dos passageiros do voo nem toma conhecimento do transporte que aconteceu em sua viagem.