Com sucesso dos voos em pequena ilha, Bamboo terá mais jatos Embraer

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A companhia aérea vietnamita Bamboo Airways já se mostra satisfeita com os resultados do início das operações dos jatos Embraer e quer expandir sua frota de aviões brasileiros.

Avião Embraer E195 Bamboo Airways
© Divulgação

“Nós estamos adquirindo aviões E195 adicionais, levando em consideração a demanda do mercado”, disse Le Thi Hoai Thu, porta-voz da Bamboo Airways ao portal Smart Aviation.

A Bamboo Airways atualmente opera com dois jatos Embraer E195, com serviço exclusivo para o Arquipélago de Côn Đảo, um conjunto de ilhas no sul do país que é um grande destino turístico para os cidadãos do Vietnã.

Apesar da Bamboo Airways ter outros aviões que possam pousar na pista de Côn Đảo (que tem 1.800 metros de comprimento), como o Airbus A319, o aeroporto é muito pequeno e restrito. A principal limitação é a infraestrutura: o pequeno pátio suporta apenas quatro turboélices ao mesmo tempo e o aeroporto não conta com abastecimento, sendo que o avião tem que voar para lá já com o combustível para a volta.

Os atuais dois aviões brasileiros da empresa estão em regime de wet-leasing com a dinamarquesa Great Dane Airlines, que aluga o avião juntamente com tripulação, equipe de manutenção e seguros inclusos.

Porém a empresa agora tem outros planos além de Côn Đảo para os jatos Embraer: quer voar para mais novos destinos regionais e também para rotas já existentes que foram fechadas pela pandemia.

O foco da empresa tem sido atacar o mercado da Vientam Airlines, que, até a chegada dos Embraer da Bamboo, operava sozinha em Côn Đảo com os turboélices ATR 72, que são menores, levam menos passageiros e têm um nível de conforto inferior.

A empresa por enquanto não detalhou se irá adquirir diretamente da Embraer os jatos, ou se vai adicionar aviões pelo regime de wet-leasing como já faz.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aeromoça está sendo investigada por se prostituir a bordo de aviões...

0
Está sendo relatado na mídia britânica que uma comissária de bordo está sendo investigada por anunciar serviços sexuais no Facebook