Sukhoi atrasa lançamento do winglet “sabrelet” do SSJ100 para 2019

A certificação da versão atualizada do Sukhoi Superjet 100 (SSJ 100), equipada com winglet “sabrelet”, foi adiada para o segundo trimestre de 2019, de acordo com Alexander Rubtsov, presidente da fabricante de aeronaves russas Sukhoi Civil Aircraft Company.

Avião Sukhoi Superjet SSJ 100 Sabrelet Winglet

Dispositivo de ponta de asa “sabrelet” da Sukhoi




A meta, planejada inicialmente para o final de 2017, já está atrasada em um ano, após um pouso forçado durante um programa de testes de voo. O incidente tirou de serviço uma das aeronaves de teste, causando mais atrasos.

“Os testes [da versão equipada com o winglet] foram suspensos devido à quebra do trem de pouso após um pouso forçado. Estamos agora completando os reparos nesta aeronave e o segundo irá se juntar [ao programa] em breve. O plano é ter a aeronave certificada no segundo trimestre de 2019, primeiro na Rússia, depois na Europa”, comenta Rubtsov.

Avião Sukhoi Superjet SSJ100

Sukhoi SSJ100 Superjet – Imagem: Superjet International.

O incidente supracitado envolveu a aeronave de número de série 97006 em julho de 2018. Originalmente, o fabricante informou que a aeronave havia sofrido apenas “danos não substanciais” e retomaria o teste logo após ser restaurado.

A Severstal Airlines, da Rússia, está posicionada para se tornar a operadora de lançamento da versão atualizada. “Até agora temos a impressão de que a Severstal se tornará o operador de lançamento desta aeronave. Embora eles queiram logo uma aeronave com winglets, não poderemos instalá-los antes do segundo trimestre de 2019”, admitiu Rubtsov ao Russian Aviation Insider.

A Severstal assinou uma carta de intenções para o arrendamento financeiro de quatro SSJ 100 e uma opção para outros dois, com entregas programadas para começar antes do final deste ano. Acredita-se que as aeronaves serão entregues e depois reequipada com os sabrelets assim que eles forem certificados.




A Aeroflot também optou pela instalação dos novos winglets nos 100 jatos regionais russos que encomendou em 10 de setembro, em um acordo que ainda está sujeito à aprovação corporativa e à conclusão da documentação contratual.

Outras operadoras do SSJ 100, incluindo a Interjet do México e o CityJet da Irlanda, também estão considerando a versão atualizada.

Os winglets melhoram significativamente o desempenho de decolagem da aeronave, bem como suas características de eficiência de voo. O desenvolvimento será oferecido tanto como opção para novas aeronaves quanto como retrofit para as já em operação.

 
Informações pelo Russian Insider.
 

Peruvian Airlines planeja comprar Sukhoi Superjet e voar para o Brasil


 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.