Susto: Boeing 737 russo quase sai da pista durante a decolagem

Um Boeing 737-800 da russa S7 Airlines quase ‘varou’ a pista durante a decolagem em Moscou. O jato levantou uma nuvem de poeira mas conseguiu ascender ao céu, felizmente.

O incidente, que poderia ter terminado em uma tragédia para as mais de 150 pessoas a bordo, ocorreu na segunda-feira (5) e foi capturado por câmeras de vigilância do aeroporto Domodedovo, a 22 quilômetros sudeste da capital.

A transportadora confirmou a situação de emergência, acrescentando que o jato concluiu seu voo e pousou com segurança no aeroporto de Simferopol, na Criméia.

Uma verificação no avião revelou danos na fuselagem, o que resultou em um atraso no voo de retorno. O Flightradar24 não registra voos da aeronave desde a data do incidente.

A rota da aeronave

Cinco unidades de iluminação foram destruídas durante a decolagem, com vidros quebrados e espalhados por toda parte, mas as operações no aeroporto de Domodedovo prosseguiram, sem problemas.

A causa do incidente ainda não está confirmada. Alguns sites de aviação russos dizem que a tripulação computou os dados de decolagem incorretamente, usando um peso de decolagem 15 toneladas abaixo do peso real, outro alega que a tripulação inadvertidamente usou o “Zero Fuel Weight” (peso vazio) em vez do peso de decolagem.

Em nota enviada ao AEROIN, o Aeroporto de Moscou – Domodedovo informou que nenhuma luz foi danificada no incidente, e que o fato não afetou as operações de pouso e decolagem.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.