Synergy assina acordo e dá mais um passo rumo à compra da Jet Airways

Jet Airways 777 Efromovich
Foto de Pete Shirk [CC]

O conglomerado sul-americano Synergy, de German Efromovich, assinou um acordo de confidencialidade (NDA) com o escritório da Grant Thornton responsável pelo processo de negociação da indiana Jet Airways. Este é o primeiro passo formal para adquirir a companhia aérea indiana e é uma indicação de que a empresa é um licitante sério para os ativos da Jet. O grupo Synergy é a primeira empresa a assinar um NDA até agora.

A assinatura de um NDA é obrigatória para que qualquer empresa tenha acesso à “sala de dados”. Uma sala de dados tem essencialmente todos os documentos importantes relacionados com a empresa, incluindo contratos de aeronaves, acordos com fornecedores, informações relativas aos funcionários e outros dados financeiros. à Synergy será dado algum tempo para examinar os livros da companhia aérea como parte da diligência. Uma vez que a empresa complete o exercício, ela irá colocar um lance financeiro para a aquisição dos ativos.

No entanto, o Grupo Synergy ainda está para depositar a taxa de acesso obrigatória. Em alguns casos, é necessário que o proponente potencial deposite uma taxa para obter acesso à sala de dados. Em situações como a de Jet, que tem muito poucas perspectivas, os credores podem renunciar a taxa de depósito. O fato de assinar o NDA em si já é uma indicação de que o interesse é real.

O Grupo Synergy possui uma participação majoritária na Avianca Airlines, a segunda maior companhia aérea da América do Sul. Ele também tem uma parceria de compartilhamento de código (“codeshare”) com a Air India.

Jet Airways 777 Efromovich
Foto de Uday Bararia [CC]

Demanda por “haircut”

O Synergy está de olho em uma participação de, pelo menos, 49 por cento na companhia aérea. O Synergy Group também busca um parceiro indiano para ser sócio no negócio em, além disso, espera-se peça um “haircut” 60% a 80% aos credores da Jet Airways como uma condição prévia para pegar uma participação acionária.

Como explica o Banco Central Europeu, no mercado financeiro, “haircut” refere-se a uma redução aplicada ao valor de um ativo, expressa como uma percentagem. A título de exemplo, se um ativo – como seja uma obrigação de dívida pública específica – valer 1 milhão de euros, mas lhe for aplicada uma margem de avaliação de 20%, tal significa que é tratado como se valesse apenas 0,8 milhões de euros.

Como parte do plano para reviver a companhia aérea, pode haver uma demanda por downsizing da força de trabalho dos atuais 14.000 funcionários para 7.000.

O fundador da Synergy Group, German Efromovich, embarca essa semana para a Índia, a fim de e conhecer os credores do Jet e funcionários do Ministério da Aviação Civil indianos.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.