TAAG Angola afirma que pretende encomendar o Boeing 787

A TAAG deverá adquirir, em 2019, onze aviões de médio curso, no âmbito do programa de modernização da companhia, além de aeronaves de última geração Boeing 787 para as rotas de longo curso.

Avião Boeing 777 TAAG

Boeing 777 da TAAG




A informação foi prestada à Angop na noite de sexta-feira, 28 de setembro, pelo Presidente da Comissão Executiva da TAAG, Rui Carreira, em entrevista concedida durante o evento de comemoração de 80 anos da Aviação Civil Angolana.

Carreira revelou, na ocasião, que o maior projeto da companhia angolana de bandeira passa pela substituição da sua frota. Apesar de não haver ainda rotas definidas, as pesquisas de mercado começarão brevemente, uma vez que há bons indicadores. “Mas não queremos fazer com muita antecedência, porque o mercado é bastante volátil, cresce e retrai-se. Então anunciaremos os novos destinos no momento certo”.

Com relação à frota de longo curso, lembrou que, na recente visita aos Estados Unidos, o Presidente de Angola, João Lourenço, comentou sobre aquilo que será a renovação da frota da TAAG.

De 1973 aos dias de hoje, a companhia angolana passou de Sociedade Anônima de Responsabilidade Limitada (SARL) para Unidade Econômica Estatal (UEE), e evoluiu do jato Boeing 737 ao 777, passando também pelo 707. Hoje prepara-se para adquirir o 787 Dreamliner de longo curso, no momento de transformação da empresa.

A companhia africana opera regularmente para o Brasil utilizando aeronaves Boeing 777-300. Os voos são realizados entre Luanda e Guarulhos, com ligação também entre Guarulhos e Galeão, no Rio de Janeiro.

 
Informações pelo Angola 24 Horas.
 

Sabia que existe um 747 Air Force One que passeia de barco por aí?

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.