Tráfego aéreo aumentou 4,5x de abril a julho na América Latina e Caribe

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Airbus A321

As companhias aéreas que operam no mercado latino-americano e caribenho transportaram em julho de 2020 4,9 milhões de passageiros, o equivalente a 87,6% a menos do que no mesmo período do ano anterior.

Apesar da redução ainda importante do volume de tráfego em relação a 2019, os números apontam para uma tendência de recuperação do setor aéreo na região. As informações constam no relatório de tráfego mensal da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA).

O levantamento mostra que houve um aumento significativo para quase 4,5x o número de passageiros do ponto mais baixo de tráfego aéreo do ano, registrado em abril, quando apenas 1,1 milhão de pessoas foram transportadas.

“Um marco definitivo de julho foi a reabertura de importantes mercados, como a República Dominicana, uma etapa importante para o Caribe, onde grande parte dos turistas que visitam a região chegam por via aérea”, ressalta José Ricardo Botelho, diretor-executivo e CEO da ALTA.

No acumulado de 2020, a redução no tráfego de passageiros ultrapassa 56%, volume superior às projeções de redução feitas em abril, quando se estimava que a queda no tráfego aéreo seria de cerca de 50% em 2020 em comparação a 2019.

Expectativas

Para agosto, a expectativa é de que os números irão mostrar a continuação da melhora nos níveis de tráfego de passageiros, devido à reativação do setor no Panamá (para voos de conexão), Costa Rica e Honduras.

“É o momento oportuno para abrir os céus e colocar em ação o importante trabalho que vem sendo realizado com os setores público e privado de concretização de protocolos coordenados e harmonizados para revitalizar completamente a cadeia do turismo”, conclui José Ricardo Botelho.

Informações oficiais da ALTA

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Mulher impedida de embarcar num voo porque ‘estava mostrando pele demais’

0
Uma mulher de 23 anos está reclamando que foi impedida de embarcar no voo VA-1447, de Adelaide para Gold Coast, da empresa aérea Virgin