Tráfego da LATAM em setembro foi 16,9% do transportado no mesmo mês de 2019

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Boeing 787-8 LATAM

O Grupo LATAM Airlines informa hoje que continua apresentando recuperação gradual de sua operação de passageiros nos últimos três meses.

Em comparação com 2019, em setembro a companhia operou 20% de sua capacidade (medida em “assento quilômetro disponível” – ASK), enquanto em julho e agosto operou, respectivamente, 9,2% e 13,9%.

Esses resultados se dão logo após uma drástica redução da operação da empresa em abril e maio de 2020, para 5,7% e 6,7%, respectivamente, em função da pandemia de COVID-19.

Com relação à operação de setembro, o tráfego de passageiros (medido em “passageiros quilômetros transportados” – RPK) representou 16,9% do alcançado no mesmo período do ano passado, atingindo um fator de ocupação de 69,6% (12,9 pontos percentuais menor que no ano anterior).

Em setembro, o Grupo LATAM Airlines aumentou frequências de voos a destinos domésticos no Brasil, Chile, Peru e Equador e retomou a operação doméstica na Colômbia. Em voos internacionais, as novidades foram as rotas São Paulo/Guarulhos-Montevidéu e Santiago-Montevidéu, os dois voos semanais de Santiago para Los Angeles e Nova York, uma ampliação para três voos por semana de Santiago a Madri, além do voo São Paulo/Guarulhos-Nova York.

No mercado doméstico do Chile, a LATAM voou para 11 destinos, passando de 20 para 35 frequências diárias nas diversas rotas.

Em relação à operação de carga, o fator de ocupação foi de 70,4% em setembro (16,9 pontos percentuais acima do registrado no mesmo período do ano anterior). A LATAM Cargo ampliou ao máximo o uso de sua frota cargueira de Boeings 767-300F e utilizou aeronaves de passageiros para o transporte exclusivo de carga.

Informações da LATAM

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Jato de farmacêutica brasileira é visto na Rússia em negociação da...

0
A vacina russa Sputnik V está cada vez mais próxima do Brasil: Uma farmacêutica voou até Moscou para negociar doses.