Trans Guyana anuncia que iniciará voos ao Brasil na próxima segunda-feira

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Beechcraft 1900D Trans Guyana Airways
Beechcraft 1900D – Imagem: Trans Guyana Airways

A companhia aérea Trans Guyana Airways, do país vizinho ao norte do Brasil que leva o mesmo nome, a Guyana, anunciou ontem, 18 de dezembro, que está lançando voos ao Brasil a partir da próxima segunda-feira, 21 de dezembro.

Segundo publicação no perfil oficial da empresa no Facebook, serão três voos por semana ligando o Aeroporto Internacional Ogle/Eugene F. Correia, em Georgetown, capital do país, ao Aeroporto Internacional Atlas Brasil Cantanhade, de Boa Vista, capital do estado de Roraima.

As operações acontecerão às segundas, terças e quartas-feiras durante estas últimas duas semanas de dezembro, e então passarão a segundas, quartas e sextas-feiras a partir do dia 2 de janeiro.

Trans Guyana Airways Launches Flights to Boa Vista, Brazil 🇬🇾🇧🇷 Beginning December 21st, 2020 Trans Guyana Airways…

Publicado por Trans Guyana Airways em Sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Avião Beechcraft 1900D Trans Guyana Airways
Beechcraft 1900D – Imagem: Trans Guyana Airways

A franquia de bagagem definida pela Trans Guyana é de 20 libras (9 kg) de bagagem despachada e 5 libras (2,25 kg) de bagagem de mão.

Segundo descreve a companhia aérea em seu site, sua frota é composta por aviões Cessna Grand Caravan, com capacidade para 13 passageiros, e Beechcraft 1900D, com capacidade para até 19 pessoas. Embora não especificado pela empresa, este último é o mais provável de ser utilizado na operação.

Avião Beechcraft 1900D Trans Guyana Airways
Beechcraft 1900D – Imagem: Trans Guyana Airways

O Beechcraft 1900 é avião turboélice de asa fixa, pressurizado, bimotor, fabricado pela Beechcraft, antes Raytheon. Ele foi projetado e é usado principalmente como um avião comercial regional. É um dos aviões de passageiros mais populares da história no segmento de 19 passageiros.

Com os clientes preferindo jatos regionais maiores, a Raytheon encerrou a produção em outubro de 2002. A aeronave foi projetada para transportar passageiros em todas as condições climáticas a partir de aeroportos com pistas relativamente curtas. É capaz de voar mais de 600 milhas (970 km), embora poucos operadores usem sua autonomia de combustível total.

Apesar do anúncio oficial de Trans Guyana Airways, até a publicação desta matéria não há voos regulares da companhia divulgados no sistema de consulta pública da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Entretanto, é possível encontrar Boa Vista nos destinos internacionais do sistema de venda de passagens do site da empresa aérea.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias