Início Mercado Transporte mundial de carga aérea teve melhora em novembro passado

Transporte mundial de carga aérea teve melhora em novembro passado

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Foto Dhiego Henrique / BH Airport

A Associação Internacional do Transporte Aéreo (IATA), divulgou nesta quinta-feira, 7, dizendo que demanda global pelo transporte aéreo de cargas registrou leve recuperação em novembro passado. Os números, contudo, permanecem muito abaixo dos índices observados no mesmo período de 2019.

De acordo com a organização, a demanda global ficou 6,6% abaixo do registrado em novembro de 2019. Em outubro, a queda havia sido 6,2% na comparação ano a ano. A capacidade de transporte das aeronaves em todo o mundo recuou 20% em relação ao mesmo período do ano anterior. O índice é quase três vez maior que a contração da demanda, resultado da lenta recuperação dos voos de passageiros que também carregam cargas nos porões.

A taxa de ocupação das aeronaves melhorou e chegou a 58,2% de aproveitamento. A IATA destaca que os números de novembro podem estar distorcidos já que o mesmo mês em 2019 foi atípico, após aumento repentino da demanda com uma pausa na guerra comercial entre Estados Unidos e China.

No acumulado de janeiro a novembro, a queda na demanda foi de 11,6%. Já a capacidade das aeronaves recuou 23,9%. A taxa de utilização das aeronaves cresceu 7,5 pontos percentuais e chegou a 54,3%.

Para Alexandre de Juniac, Diretor Geral e CEO da IATA, a demanda por vacinas em todo mundo pode pressionar a indústria a melhorar a capacidade de transporte de cargas em todo o mundo.

“Estamos observando melhorias contínuas em relação ao mês anterior. Graves restrições de capacidade persistem, pois grande parte da frota de passageiros permanece paralisada. Isso colocará pressão sobre a indústria, à medida que ela se prepara para entregar as vacinas COVID-19 vitais”, disse o executivo.

Sair da versão mobile