Tripulantes da Azul aprovam o fim antecipado da redução de salário e jornada

Em votação realizada on-line nos dias 26 e 27 de novembro, os tripulantes da Azul Linhas Aéreas associados ao Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) deliberaram por aprovar a proposta da empresa de encerramento antecipado do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que definia medidas temporárias contra a pandemia de Covid-19, e do aditivo pactuado com os pilotos.

Desta forma, a redução de jornadas e salários que iria até o fim de 2021, com a contrapartida de manutenção dos empregos, fica revogada. Acompanhe a seguir uma contextualização dos acontecimentos e também os resultados da votação, divididos entre comissário, copilotos e comandantes.

Contextualizando

A Azul Linhas Aéreas havia aprovado em junho de 2020, junto aos seus tripulantes, um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) para ajudar a empresa durante a retomada após a crise trazida pela pandemia. Esse acordo previa redução de jornada e de salários em troca de uma estabilidade empregatícia para o grupo, e teria vigência até dezembro de 2021.

No último dia 23 de novembro, o CEO da companhia, John Rodgerson, comunicou o final antecipado do ACT, como estratégia da empresa na retomada da demanda, entendendo que os tripulantes não precisariam mais renunciar a parte dos seus salários, uma vez que a demanda de passageiros e as perspectivas para os próximos meses já são suficientes para a empresa programar escalas de voos com carga horária integral para os tripulantes.

Porém, como assegurado no ACT, a proposta teria que passar por uma deliberação do grupo junto ao sindicato, que aconteceu no final da semana, com os resultados a seguir.

Resultados da votação

Comissários
Aprovaram a proposta: 72,13%
Reprovaram a proposta: 26,44%
Abstenção: 1,43%

Copilotos
Aprovaram a proposta: 89,44%
Reprovaram a proposta: 9,58%
Abstenção: 0,98%

Comandantes
Aprovaram a proposta: 86,05%
Reprovaram a proposta: 13,52%
Abstenção: 0,43%

Veja no vídeo a seguir como foi a live de esclarecimentos feita pelo SNA, logo depois do anúncio do CEO da Azul no início da semana, sobre o encerramento antecipado do ACT. Abaixo do vídeo, você também poderá acessar para rever John Rodgerson falando sobre as boas perspectivas que levaram a este adiantamento do fim do ACT.

Claudio Brito
Apaixonado por aviação desde o berço como filho de comissário de bordo, realizou o sonho de criança se tornando comissário em 2011 e leva a experiência de quase 10 anos no mercado da aviação. Formado Trainer em Programação Neurolinguística, conseguiu unir suas duas paixões, comunicação e aviação.

Veja outras histórias