Tripulantes da Azul que venceram o câncer fazem discursos para 5 mil passageiros

Mais de cinco mil passageiros que embarcaram em voos da Azul nos aeroportos de Campinas, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife e Belo Horizonte nas duas últimas semanas foram surpreendidos com uma iniciativa para alertar as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Em meio ao Outubro Rosa, cinco funcionárias da Azul (chamadas internamente de “Tripulantes”) que venceram a doença compartilharam suas histórias de superação com os Clientes a bordo das aeronaves.

As comissárias de voo Márcia Cruz e Luyza Monteiro, junto à agente de aeroporto Simone Oliveira, da agente de cargas Cleonice Quaresma e da atendente de callcenter Maria de Cassia de Oliveira Conceição entraram em 44 voos da companhia em algumas das principais bases de operações da Azul, momentos antes da finalização do embarque, para passar uma mensagem sobre a importância do autoexame e de exames preventivos contra a doença.

Com um discurso único, elas destacaram como passaram por este momento difícil, desde o diagnóstico do câncer até as etapas do tratamento. “Eu sou uma vitoriosa do câncer de mama e estou aqui para dizer que a informação salvou a minha vida”, disseram. “Espero que minha história sirva de exemplo para vocês”, finalizam as Vitoriosas. Segundo dados do Ministério da Saúde surgem 60 mil novos casos de câncer de mama por ano no país e, com o diagnóstico precoce, a chance de cura da doença é de 95%. 

Azul mais Rosa 

Há 10 anos, a Azul abraçou a causa de prevenção ao câncer de mama e fez dessa a sua principal causa social, transportando mulheres em tratamento e também promovendo a conscientização sobre a doença através de campanhas internas, externas e, até, a bordo. Neste ano, com o lema ‘Quem se cuida, voa mais longe’, a Melhor Companhia Aérea do Mundo, segundo ranking 2020 do Tripadvisor, pretende informar e conscientizar ainda mais mulheres sobre a importância da prevenção para aumentar as chances da detecção precoce da doença que mais mata mulheres no mundo. 

Além dos discursos das Vitoriosas a bordo, durante todo o mês de outubro, a Azul será Rosa por meio de várias outras ações. Uma delas, inédita para a campanha e especial para celebrar os 10 anos de engajamento da empresa na luta contra o câncer de mama, é a reversão de parte da receita acumulada na venda do Espaço Azul, algumas fileiras com mais espaço para as pernas na dianteira da aeronave, em créditos para o Projeto Conexão Azul Rosa. 

O Projeto Conexão Azul Rosa foi desenvolvido em parceria com o Hospital de Amor, referência no tratamento de câncer no Brasil. Por meio dessa iniciativa, a companhia aérea transporta mulheres em qualquer etapa do tratamento de câncer de mama, junto de seus acompanhantes, de qualquer lugar do Brasil, para uma das unidades do Hospital de Amor ou instituições hospitalares mais próximas de onde elas residem. Ao longo de quatro anos de existência, o projeto já beneficiou 105 mulheres com a doação de passagens e, renovado para mais um ano, já prevê o benefício para mais 15 mulheres de todo o Brasil. 

Ao longo deste mês, o tradicional Tapete Azul também será rosa. A tecnologia inovadora e pioneira no mundo, que garante rapidez e distanciamento social na hora do embarque, ganhará as cores da campanha, proporcionando uma experiência aos Clientes ainda mais alinhada com o tema. 

Segundo Camila Almeida, Diretora de Pessoas da Azul, o balanço positivo de 10 anos da campanha do Outubro Rosa da empresa mostra o empenho da companhia em avançar cada vez mais no trabalho de levar informação sobre a doença. “Chegar a esse marco de uma década contando com grandes parceiros, ações relevantes que impactam nossas Tripulantes e Clientes, mostram nosso compromisso cada vez maior com a causa. A cada ano incrementamos mais ações e alçamos um voo ainda maior nessa luta contra o câncer de mama junto com a sociedade”, comemora. 

Informações da Azul

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias