Governo Trump considera proibir a entrada de membros do PCC nos Estados Unidos

Avião Airbus A380 China Southern

O governo do presidente americano Donald Trump considera bloquear o embarque de membros do Partido Comunista da China (PCC) que desejarem ir aos EUA.

Segundo divulgado pela Reuters, citando fontes na Casa Branca, a restrição seria parte do plano de negar vistos para mais de 90 milhões de chineses (número estimado de membros do PCC), em retaliação à China continental.

Este passo seria mais um capítulo da guerra comercial entre os dois países, que foi agravada pelo novo coronavírus e pelas ações da China continental em Hong Kong.

A parte complicada desse novo procedimento proposto por Trump seria estabelecer como diferenciar quem é membro do PCC de quem não é, já que esse é um registro local e não consta em nenhum sistema migratório internacional.

“Isto é contra uma tendência do século 21, é um grande absurdo”, afirmou categoricamente o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, ao ser questionado sobre o assunto.

Já o Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou que “Estamos trabalhando na nossa maneira, guiados pelo presidente, em como iremos atuar contra o PCC”.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias