Trump quer mudar a pintura do Boeing 747 Air Force One

Aparentemente a pintura do Air Force One é o próximo item da lista de mudanças que o Presidente dos EUA, Donald J. Trump, quer fazer durante seu mandato.

Avião Boeing 747 Air Force One
© Alex Gonzalez – USA Today




De acordo com o portal Axios, o presidente encontrou-se com o CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, no início deste ano. Na época, Trump declarou que conseguiu fazer uma negociação melhor que Obama e reduzir o preço da encomenda, com posterior modificação dos dois Boeings 747-8i.

© Ramon Padilla – USA Today

Porém, a conversa não foi apenas sobre o preço das aeronaves. Trump queria que a pintura fosse modificada e única, ao estilo do seu Boeing 757 privado e do 727 que o sucedeu. Especificamente, a pintura teria que incorporar as cores vermelha, branca e azul da bandeira americana.

© Ian Young – USA Today

O desenho atual do VC-25 (como é a designação do 747-200 modificado na USAF) é da época do presidente J.F. Kennedy, com uma pintura em dois tons de azul e detalhes cromados. O padrão foi definido pelo próprio JFK e é utilizado em todas as aeronaves da 89th Airlift Wing, que incluem Boeings 737, 747, Learjet 35 e Gulfstreams III e V.

© Janet Loehrke – USA Today

Lembrando que Trump só verá o futuro Boeing 747-8i Air Force One (e sua possível nova pintura) caso seja reeleito. Rumores apontam que Clinton está disposta a disputar novamente a corrida presidencial com ele. Alguns editores do USA Today fizeram diversas concepções próprias da possível nova pintura, qual é a sua favorita?

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aeromoça está sendo investigada por se prostituir a bordo de aviões...

0
Está sendo relatado na mídia britânica que uma comissária de bordo está sendo investigada por anunciar serviços sexuais no Facebook