Turboélice De Havilland Dash 8-400 pode parar de ser fabricado

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A De Havilland Canada (DHC) informou seus fornecedores que deixará de receber peças e componentes para evitar a fabricação de aeronaves que não pode colocar no mercado. Isso levantou dúvidas sobre se o fabricante continuará a produzir o modelo nos próximos anos, de acordo com informações pesquisadas pelo Aviacionline.

A DHC tem apenas dezessete DHC 8-400 com entrega pendente: Air Tanzania (uma unidade), Biman Bangladesh Airlines (dois), Conair (dois), Elin Group Limited (três), Ethiopian Airlines (quatro), PAL Express (um) e TAAG Angola Airlines (quatro); sendo que os últimos pedidos firmes feitos do modelo foram no final de 2019.

Um novo problema se soma à falta de novos pedidos: durante 2020 seus principais clientes pararam de operar suas aeronaves ou fecharam completamente. A Flybe era uma das maiores operadoras, com 54 unidades em sua frota, e a companhia aérea regional europeia Luftfahrtgesellschaft Walter (LGW) tinha 20 desse tipo.

A Austrian Airlines, por sua vez, retirou gradualmente seu DHC 8-400 para dar lugar ao Airbus 320, do qual onze já foram desativados e oito permanecem. A situação se torna mais complexa nas companhias aéreas que possuem um número de aeronaves maior do que o necessário, dada a baixa demanda devido à atual situação de pandemia.

De acordo com Leeham News, existem 325 Dash 8 armazenados: 186 (-400), 51 (-300), 25 (-200) e 63 (-100). Com um grande número de aeronaves usadas e esperando uma melhora na demanda, a oportunidade de novas vendas diminui. 

Se isso não bastasse, o direito de usar as instalações de fabricação do modelo em Downsview, Toronto, terminaria em 2023 e a De Havilland Canada ainda não decidiu se estende o contrato ou muda as instalações em Victoria, onde sua “empresa irmã”, a Viking Air, constrói as Twin Otters.

No entanto, de Havilland se concentrou em ajudar seus clientes a colocar suas aeronaves de volta em serviço e encontrar um novo lar para os aviões em estoque. Recentemente, a Conair, um especialista em combate a incêndios, encomendou onze DHC 8-400 para a conversão de passageiros em um avião-tanque.

Na América Latina e Caribe, a frota do Dash 8 em operação é composta por apenas 14 aeronaves.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias