Turboélice Dornier 328 poderá voltar a ser produzido

Dornier 328

Está marcada para o próximo dia 21 de agosto a divulgação do estabelecimento de um novo fabricante de aeronaves no aeroporto de Leipzig / Halle, no que acredita-se que seja o renascimento do versátil turboélice Dornier 328.

A fabricante norte-americana Sierra Nevada, juntamente com a sua subsidiária baseada em Munique, a 328 Support Services, detentora do certificado deste tipo de aeronave, pretendem reiniciar a produção do turboélice, segundo informou o governo local. O projeto será anunciado na presença de representantes do governo federal da Alemanha e do governo estadual da Saxônia.

Um modelo do turboélice Dornier 328 com as novas configurações estará em exibição durante o evento para demonstrar a “versatilidade” da aeronave. Alimentado por dois motores Pratt & Whitney Canada PW119C, o avião de 30 assentos foi desenvolvido e inicialmente produzido pela extinta Dornier e seu primeiro voo foi realizado em 1991.

Em 1996, a Fairchild adquiriu a fabricante alemã e introduziu uma versão a jato com dois turbofans PW306B. A produção cessou após o colapso do programa de jatos regionais Fairchild Dornier. Atualmente, 58 turboélices Dornier 328 e 50 Dornier 328-Jets – incluindo nove aviões executivos – estão em operação.

Dornier 328 Jet
Do-328 Jet

Os maiores operadores das aeronaves são a Força Aérea dos Estados Unidos (20 unidades), a transportadora dinamarquesa Sun-Air (12), a alemã Private Wings Flugcharter (10) a Ultimate Jetcharters (8) e a chilena Aerocardal (2).

Durante a feira aérea de Farnborough, em 2016, a Sierra Nevada já havia divulgado um plano para reiniciar a produção de turboélices e do jato Dornier 328 através da TRJet, subsidiária da fabricante na Turquia.

Informações do FlightGlobal

Luis Neves

É agente de turismo e acompanha a evolução da aviação brasileira desde o final da década de 80. Fotografa tudo o que voa e tem uma das maiores coleções de fotos de aviação do Brasil.