Turkish Aerospace considera criar um novo turboélice para até 90 passageiros

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Mercado é dominado pela ATR

As fabricantes mundo afora têm apostado em algumas premissas para o futuro próximo da aviação, sendo que uma delas parece ser a expectativa de um aquecimento no mercado de aeronaves turboélices.

Apenas nos últimos meses, várias fabricantes, incluindo a Embraer e a Airbus, anunciaram novos projetos nesse mercado. Agora, foi a vez da Turkish Aerospace sinalizar que vê futuro nessa direção e que poderá entrar para competir.

Em entrevista ao site ATN, o executivo-chefe da Turkish Aerospace, Temel Kotil, disse que a empresa está estudando a viabilidade de produzir um turboélice de 70 a 90 assentos, com ou sem parceiros externos. Tal capacidade é similar ao projeto anunciado pela brasileira Embraer recentemente e entra num nicho de mercado hoje dominado pelos ATR (até 70 assentos).

Hoje, a Turkish Aerospace é mais conhecida por produzir componentes, como seções da fuselagem e painéis de asas, para aeronaves Airbus e Boeing. O executivo enfatiza, porém, que o martelo ainda não está batido e que há algumas etapas a serem cumpridas antes que a empresa decida pelo projeto de ter sua própria aeronave.

As fabricantes apostam que os turboélices, principalmente aqueles com motores híbridos ou elétricos, darão a tônica num futuro próximo, enquanto as empresas aéreas buscam por operações mais sustentáveis. Além disso, com o envelhecimento das frotas ao redor do mundo, abre-se uma janela para a substituição das aeronaves menos econômicas. É nesse nicho que essas fabricantes querem entrar com força.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias