Último avião MD-11 da Europa faz seu voo final e ganha tributo de despedida

Cena de um dos vídeos que você assiste a seguir nesta matéria

O último avião McDonnell Douglas MD-11 registrado em toda a Europa fez hoje seu voo comercial final, antes de em breve partir para nova jornada em uma empresa aérea de outro continente.

O jato MD-11F de matrícula D-ALCC, operado pela companhia alemã Lufthansa Cargo, pousou em Frankfurt pouco depois do meio-dia deste domingo, 17 de outubro, chegando de sua última rotação até Nova York, como havíamos acompanhado nos últimos dias, encerrando um ciclo de duas décadas de serviços na divisão cargueira do Grupo Lufthansa.

E se a Lufthansa Cargo já havia feito uma ação especial de despedida ao adesivar a fuselagem do jato com as mensagens de “Obrigado MD-11” e “Adeus” ao lado de um coração para voar nestas últimas semanas, hoje foi a vez do Aeroporto de Frankfurt deixar a sua mensagem.

Em seu canal no YouTube, o aeroporto, que por tantos anos foi a “casa” dos clássicos trijatos cargueiros da Lufthansa Cargo, publicou um vídeo sob o título “O Tributo do Aeroporto de Frankfurt ao MD-11F”.

Na descrição do vídeo, a mensagem: “Pouso final no aeroporto de Frankfurt: o último MD-11F da Lufthansa Cargo despediu-se. Este vídeo é o nosso presente de adeus à “Diva”, como era carinhosamente chamada. Nós sentiremos sua falta!”

Acompanhe a seguir as bonitas imagens:

Além do vídeo acima, a chegada do último voo neste domingo foi marcada pela tradicional homenagem da aviação, o batismo de jatos de água dos caminhões de bombeiros na entrada do pátio. Veja a seguir mais uma bonita gravação do MD-11F D-ALCC taxiando, passando pelo batismo e então prosseguindo até o estacionamento bem perto do ponto de filmagem:

Ao Brasil, o modelo fez voos até os últimos dias de dezembro de 2020, tendo então sido substituído pelo Boeing 777F. Caso você queira rever as imagens da despedida do MD-11F no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), incluindo fotos e vídeos, pode acessar clicando aqui ou no título a seguir:

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Sistemas de esteiras quase substituíram os pneus nos trens de pouso...

0
Com o crescimento da aviação em meados do século 20, Força Aérea do país, em parceria com empresas privadas, testou novo recurso operacional.