Um lugar chamado Matamata acaba de estrear seu primeiro voo regular

Uma pequena companhia aérea está lançando serviços regulares para Matamata, um lugar especial no norte da Nova Zelândia, bem próximo do set de filmagem Hobbiton, que foi usado nas trilogias “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”.

Apesar do nome Matamata parecer estranho e até então não contar com voos regulares, sua beleza é que é realmente “de matar” – com o perdão do trocadilho -, tanto é que ela acabou escolhida para ser o pano de fundo de uma das séries de filmes de fantasia mais famosos de todos os tempos.

O serviço para Matamata funciona duas vezes ao dia e começou em 18 de novembro com aeronaves BN-2 de nove lugares. De acordo com Keith McKenzie, diretora da Fly My Sky, a companhia aérea responsável pela operação, “os voos permitirão aos passageiros ter uma maneira rápida e fácil de visitar o Hobbiton Movie Set, uma flexibilidade que não existe hoje”.

Onde fica Hobbiton?

Hobbiton é reconhecido como um dos destinos turísticos mais populares da Nova Zelândia, com muitos visitantes citando o Senhor dos Anéis como grande influenciado sobre a sua decisão de vir para o país. Essa cidade fictícia fica em Matamata, uma cidade na região de Waikato, na Ilha Norte da Nova Zelândia, perto da base das cordilheiras Kaimai. A cidade tem uma população de 8.500 habitantes.

Hobbiton

A vida da cidade mudou quando uma fazenda próxima tornou-se o local do set de filmagens de O Senhor dos Anéis, de Peter Jackson. Como a quantidade de visitantes aumentou exponencialmente, o governo da Nova Zelândia decidiu deixar os buracos e cavernas construídos no local como atrações turísticas, uma vez que foram projetados para se misturarem perfeitamente ao meio ambiente. Um sinal de “Bem-vindo a Hobbiton” foi colocado na estrada principal. 

Quem é a Fly My Sky?

É uma pequena empresa com operações regionais usando cinco turboélices Britten-Norman Islander BN-2. Ela foi fundada em 1998 como Great Barrier Xpress e mudou de nome para o atual em 2008.

Sua especialidade é oferecer voos domésticos a destinos paradisíacos da Nova Zelândia, como Whangarei e Great Barrier Island, partindo de Auckland. Como parte da estratégia, kits especiais de janelas foram colocados nas aeronaves Islander para fornecer mais janelas para que os passageiros possam ter melhores vistas. 

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias