Um terço da frota de Boeing 787 da Norwegian ainda está parada

A Norwegian ainda não se livrou da dor de cabeça causada pelos motores Rolls-Royce do seus Boeing 787 Dreamliners.

Boeing 787 Norwegian
Boeings 787 Dreamliners parados em Glasgow © Daniel Sander – AirLive

Segundo levantamento feito pelo portal AirLive, seis dos 21 Boeings 787 Dreamliners da Norwegian Long Haul estão parados no Aeroporto de Prestwick, em Glasgow, na Escócia. O motivo não é novo: os problemáticos motores Rolls-Royce Trent 1000 que podem desligar em voo. Porém, a maioria das aéreas no mundo, incluindo a Avianca e a Latam já consertaram todos seus Dreamliners e estão voando normalmente com eles.

No caso da Norwegian, a empresa culpa a Rolls Royce, fabricante do motor, que tem atrasado na reparação destes problemas, além de uma nova dor de cabeça ter surgido, resultando em fraturas precoces nas lâminas do motor. Inclusive, um Boeing 787 da própria Norwegian foi afetado, sofrendo problemas em pleno voo que desencadearam em quebra de peças, que caíram sobre carros na Itália.

Este Boeing, de matrícula LN-LND, é um dos seis que está parado. Outros quatro 787-8 estão parados em Glasgow: LN-LNA, LNB, LNG e LHG. Um modelo maior 787-9 também está proibido de voar e estacionado no aeroporto escocês, é o SE-RXY da divisão sueca da companhia.

A Norwegian Air está tendo um gasto adicional na ordem £1.6 bilhões de libras (R$8.2 bilhões de reais) para manter seus voos de longo curso operando enquanto os Boeings estão parados e tem usado aeronaves alugadas de outros operadores, como a portuguesa HiFly Enquanto isso, a empresa norueguesa está procurando um reembolso por parte da Boeing.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos