Uma frota de aviões Embraer caribenhos estreará em voos na América do Sul

A interCaribbean Airways, com sede em Turks e Caicos, fará sua estreia na América do Sul continental depois que o governo da Guiana lhe concedeu direitos de tráfego de quinta e sétima liberdade no aeroporto de Georgetown. Falando a agentes de viagens em 3 de maio de 2021, o Ministro de Obras Públicas, Juan Edghill, confirmou a permissão, mas não revelou uma data de início das operações. 

“Estamos aceitando novas companhias aéreas para virem para a Guiana. Acabamos de aprovar duas novas companhias aéreas, a Fly All Ways e a interCaribbean Airways. Existem candidaturas de outras companhias que estamos considerando”, disse Edghill.

Essas empresas poderão comercializar voos de e para a Guiana, mesmo sendo de bandeira de outros países.

No evento, o ministro estava confiante de que a expansão dos voos regionais no aeroporto nacional do país, localizado a cerca de 41 km ao sul da capital, poderia atrair mais voos internacionais e se tornar um centro de tráfego regional, ligando a América do Sul ao Caribe. Ele disse que o objetivo do governo é atrair mais passageiros e carga, reduzir custos devido à economia de escala e ter mais conexões a outros países, como o Brasil.

A Guiana já depende fortemente de operadoras estrangeiras para a maior parte de sua conectividade internacional. A Caribbean Airlines, a transportadora nacional de Trinidad & Tobago, tem a maior participação de mercado em termos de capacidade de assentos, o qual também é atendido pela American Airlines, JetBlue Airways, Copa Airlines e Surinam Airways.

A interCaribbean atende hoje a 30 rotas com uma frota de doze aeronaves, incluindo dez Embraer EMB-120, um ERJ-145LR e um DHC-6-200.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Espanha prorroga limitação de voos de passageiros do Brasil

0
O Governo da Espanha decidiu prorrogar uma proibição de voos do Brasil, que venceria no próximo dia 22 de junho, para o dia 6 de julho.