Uma hora antes da posse de Biden, Trump vendeu 50 caças F-35 aos Emirados Árabes

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Ontem, por volta das 11h da manhã, na última hora da presidência de Donald Trump, os Emirados Árabes Unidos assinaram um acordo com os Estados Unidos para a compra de 50 aeronaves stealth de 5ª geração F-35 Lightning II, além de 18 drones General Atomics MQ-9B SkyGuardian / SeaGuardian, reportou nosso parceiro Aviacionline.

Foto dos F-35 – USAF

Segundo fontes próximas à Reuters, os documentos da compra foram assinados em meio à mudança de governo nos Estados Unidos, apenas uma hora antes da posse oficial de Joe Biden como novo chefe de Estado.

Embora os Emirados Árabes e os Estados Unidos estivessem trabalhando para assinar um contrato antes de Joseph Biden tomar posse, o novo presidente disse que vai reexaminar os acordos.

Os EUA e os Emirados Árabes Unidos são aliados próximos há décadas e, embora o emirado tenha repetidamente mostrado interesse em adquirir os F-35s, esse era um assunto tabu até recentemente. A recente recuperação das relações diplomáticas e comerciais entre os Emirados Árabes Unidos e Israel possibilitou que o Estado árabe avançasse na compra dos até então negados F-35.

Outros do pacote

E não apenas os caças de 5ª geração e drones avançados, mas um pacote de armamento fenomenal também está incluído. No total, o mega-contrato atinge a soma de nada mais e nada menos do que 23,37 bilhões de dólares.

Meses atrás, os Emirados Árabes estavam negociando até mesmo os poderosos Boeing EA-18G Growlers, capazes de cegar e atacar os sistemas de defesa aérea inimigos. É preciso ver se essa ideia vai prosperar ou foi uma espécie de “prêmio de consolação” caso os F-35s não fossem autorizados no final.

Biden ainda tem tempo para revisar os acordos e consultar seu maior aliado no Oriente Médio: Israel. Mas os israelenses já teriam dado seu apoio tácito à compra, então o negócio não deve cair.

Seria a primeira vez que este avançado caça a jato seria vendido para um país não democrático. O sucesso da venda aos Emirados Árabes Unidos poderia também abrir as portas para a conclusão do pedido de F-35 feito pelo Catar.

Se tudo for finalmente aprovado e o contrato assinado, os primeiros F-35 poderão ser recebidos pelos Emirados Árabes Unidos em 2027.

Matéria do nosso parceiro Aviacionline

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Avião Airbus A320 TAP Air Portugal

TAP Air Portugal informa ‘lay off’ de colaboradores a partir de...

0
A empresa informa Acordos Emergenciais com os sindicatos, mas também adesão ao "lay off" de colaboradores por conta da crise.