Único IL-62 civil do mundo sofre acidente no pouso, é salvo e agora combate a Covid-19

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Em meio a tantos aviões novos parados, um verdadeiro “velho de guerra” está trabalhando firme no combate à Covid-19. Falamos de um antigo avião russo do modelo Ilyushin IL-62 que já se acidentou, quase ficou fora de combate, mas foi recuperado e agora combate a pandemia.

EW-450TR

A clássica aeronave leva o registro EW-450TR (número de série 4546257) e pertence à companhia aérea bielorrussa Rada Airlines que, apesar de registrada no país do leste europeu, é especializada no transporte de carga no continente africano. 

A aeronave tem 34 anos e 4 meses, tendo sido fabricada e entregue em dezembro de 1985 à companhia aérea estatal da Alemanha Oriental Interflug. Com a unificação alemã, foi incorporada pela Aeroflot, onde voou por um ano, antes de ser repassada a outras empresas da Comunidade dos Estados Independentes.

Em 2006, a aeronave foi comprada e convertida em um cargueiro pela Kazan Aircraft Production Association, para o transporte de componentes aeronáuticos para a montagem de aeronaves como o Tupolev Tu-204. E há cinco anos foi incorporado pela Rada Airlines.

Um acidente no currículo

Em 16 de agosto de 2018, a aeronave fazia um voo de carga do Cairo para Cartum (Sudão) com 9 tripulantes, mas acabou saindo da pista ao fazer um pouso forçado na capital sudanesa.

No momento do sinistro havia chuva e, segundo os pilotos, a pista do aeródromo estava bastante escorregadia. A aeronave virou à direita e parou após a extremidade da pista, tendo ficado presa na lama. Não houve feridos e os danos, felizmente, não foram substanciais.

As causas do acidente nunca foram claramente reveladas, segundo o The Aviation Herald. No entanto, sabe-se que foi conduzida por equipes ucranianas, a pedido do governo sudanês. O mais importante é que, após meses parado, o avião foi colocado de volta para voar. Novamente, transportando carga entre os países africanos.

Um dos últimos IL-62 do mundo

Essa aeronave é um quadri-jato de longo alcance soviético concebido em 1960 pela Ilyushin. Como sucessor do popular turboélice Il-18 e com capacidade para quase 200 passageiros, o Il-62 foi o maior avião a jato do mundo quando voou pela primeira vez em 1963.

O IL-62 da Rada Airlines é o último operando em serviços comerciais no mundo e já foi visto no Brasil em 2019, quando fez uma parada técnica em Recife. Além disso, na década de 1990, era comum ver no aeroporto internacional de Guarulhos os IL-62 da Cubana de Aviación, que ligavam São Paulo a Havana.

Combate à Covid-19

Nos últimos meses, a rara presença desse avião tem sido compartilhada por fotógrafos de todo o mundo, enquanto ele se beneficia do aumento na demanda por carga aérea para realizar fretamentos a diversos lugares.

Os registros fotográficos mais comuns da aeronave têm acontecido na China, onde ela tem buscado suprimentos médicos, como máscaras, e levado a países do leste europeu, África e Ásia.

Segundo dados do FlightAware, nas últimas semanas a aeronave passou por países como: China (obviamente), Rússia, Quirguistão, Bulgária, Iraque, Reino Unido, Bosnia Herzegovina, Montenegro, Israel, Egito, Líbano, Tunísia, Romênia, Argélia, Malta e Índia.

De fato, como se vê, o clássico jato tem voado bastante nos últimos dias.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Concluída recuperação de uma das cabeceiras da pista do aeroporto de...

0
Foi feita a entrega da obra de recuperação de uma das cabeceiras da pista do aeroporto, e a outra está em fase de conclusão do serviço.