United Airlines pode demitir até um terço de seus pilotos

Boeing 767 United

A United Airlines está preparando para demitir um terço de seus pilotos. Em um memorando interno revelado pelo portal The Points Guy, a empresa teria avisado que está preparando para demitir 3.900 pilotos, um terço do total na empresa atualmente.

A previsão anterior era de que 2.250 pilotos fossem demitidos, mas agora este numerou aumentou já que a empresa prevê um impacto negativo maior na demanda aérea nos próximos meses.

“Nas recentes semanas, as reservas ficaram estagnadas e continuamos a ver um impacto da crescente onda de Covid-19 no nosso negócio. Por causa desta constante alta, a recuperação da demanda ainda está muito lenta, então podemos precisar demitir mais pilotos em 2020 e 2021, do que o originalmente planejado” afirmou Bryan Quigley, Vice-Presidente de Operações da United.

O próprio CEO da United, Scott Kirby, tem uma visão mais pessimista da situação: a demanda não passará da metade do que era antes do vírus, até que uma vacina seja feita e distribuída.

Das grandes empresas, a única que apontou que não deve demitir este ano (e por enquanto) é a Southwest Airlines, que nos últimos anos tem sido a aérea mais lucrativa das Américas.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias