Uruguai cobrará R$ 500 de passageiros que chegarem sem teste de Covid

Divulgação Uruguai

Na segunda-feira (27), os passageiros que chegarem à República Oriental do Uruguai e não apresentarem um certificado médico com um resultado negativo para COVID-19 devem pagar US$ 100 (~R$ 500 na cotação de hoje) para fazer um no território uruguaio.

A revista eletrônica argentina Aviacionline cita uma informação publicada pela mídia oficial do país vizinho, citando o presidente da Administração de Serviços de Saúde do Estado (ASSE), que acrescentou que até o dia 26, domingo, os testes continuarão a ser pagos pelo Estado através do Fundo Coronavírus.

O governo uruguaio exige que aqueles que pretendem entrar no país (sejam uruguaios ou estrangeiros) apresentem um teste com resultado negativo realizado até 72 horas antes em seu local de origem.

O país vizinho, um dos menos afetados pela pandemia na região, recebeu novamente voos regulares este mês da Iberia e da Air Europa, embora com frequência semanal. Além disso, o Amaszonas Uruguay opera um voo semanal para São Paulo.

De qualquer forma, a entrada de estrangeiros por motivos de turismo permanece proibida até pelo menos 15 de agosto. É permitido o trânsito de passageiros da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela pelos aeroportos de Montevidéu e Punta del Este.

Com informações do nosso parceiro Aviacionline.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Avião Airbus A380 Emirates

Últimos Airbus A380 da Emirates só devem chegar em 2022

0
No dia de ontem, 2 de dezembro, foi anunciado que a Emirates receberá seus últimos A380 em 2022, pois dois deles serão entregues em abril