Início Aeroportos Usuários criticam condição do terminal do Aeroporto de Palmas

Usuários criticam condição do terminal do Aeroporto de Palmas

Aeroporto de Palmas (TO) – Imagem: Divulgação / Infraero

Usuários do Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, na cidade de Palmas, capital do estado do Tocantins, entraram em contato com o AEROIN neste mês de novembro solicitando apoio para um alerta em relação às condições operacionais do terminal de passageiros do local.

Diante das denúncias feitas, solicitamos esclarecimentos da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), responsável pela administração do aeródromo, e apresentamos a seguir as reclamações feitas pelos usuários e o posicionamento dado pela empresa.

Críticas

Segundo informaram os usuários do terminal de passageiros, já faz muito tempo que o sistema de refrigeração está quebrado e a Infraero não estaria tomando nenhuma providência para uma solução definitiva.

Na sala de embarque, apenas um ar condicionado convencional teria sido colocado para melhorar a situação, não sendo, entretanto, suficiente para diminuir o calor nos momentos de maior movimento. As reclamações são inânimes, informam os passageiros que passam pelo local.

Outro fator apontado diz respeito ao horário de funcionamento do terminal. Segundo as denúncias, há uma situação em que um voo parte às 18h00 e o próximo chega somente por volta da 01h00 da madrugada. Durante esse período, o terminal do aeroporto é fechado e os passageiros ficam do lado de fora até a reabertura, à meia-noite.

Por fim, as críticas ainda dizem respeito à lotação da sala de embarque. Segundo os usuários, em momentos de voos com horários próximos durante a madrugada, a sala de embarque fica completamente lotada em pleno período de pandemia. A situação é apresentada na imagem a seguir, enviada ao AEROIN pelos denunciantes:

Sala de embarque do Aeroporto de Palmas (TO)

E a situação pode se tornar mais crítica nos próximos meses, com o aumento de operações já divulgado pelas empresas aéreas à medida que se recuperam da crise e ampliam as chegadas e partidas.

O que diz a Infraero

Ao encaminharmos à Infraero os pontos acima denunciados, a administradora do Aeroporto de Palmas apresentou seu posicionamento sobre cada aspecto.

Sobre o condicionamento ambiental, a empresa informa que “o sistema de climatização do Aeroporto de Palmas está em manutenção, com previsão de restabelecimento com a maior brevidade possível, em razão da necessidade de reposição de peças importadas, não encontradas no mercado nacional.

Para amenizar a situação, foram instalados aparelhos de ar condicionado individual na sala de embarque e climatizadores industriais na sala de desembarque, praça de alimentação, saguão, áreas de check-in e próximo à porta de desembarque. Esses sistemas de ventilação e exaustão estão funcionando normalmente.

Sobre o horário de funcionamento do terminal de passageiros, a Infraero “esclarece que desde o dia 12 de novembro o Aeroporto de Palmas voltou a funcionar 24 horas por dia.

Por fim, sobre as críticas em relação à lotação da sala de embarque, a Infraero informa que “devido às medidas de distanciamento em vigor por conta da pandemia da Covid-19, vários assentos da sala de embarque do terminal tocantinense estão indisponíveis, o que pode levar à percepção de ambiente cheio.

Apesar da justificativa, não é o que se vê na imagem enviada pelos usuários do terminal, em que todos os assentos estão sendo ocupados. Possivelmente houve desrespeito dos passageiros ao utilizarem os assentos bloqueados, mas é nítida a superlotação do espaço, ou seja, haveria em plena pandemia a mesma aglomeração se todos os passageiros permanecessem em pé.

A empresa também informa que está coordenando com as companhias aéreas para melhorar a situação da proximidade de voos: “A Infraero está fazendo gestão junto às Empresas Aéreas para que sejam realizados ajustes nos horários dos voos para uma melhor distribuição e utilização dos espaços, principalmente na madrugada.

Entretanto, ao menos até a presente data de publicação desta matéria, a ação junto às companhias ainda não parece ter surtido efeito. Dois voos ainda partem de Palmas com uma diferença de apenas 15 minutos, às 2h55 e às 3h10, respectivamente da LATAM para Guarulhos e da Azul para Campinas.

Esperamos que a Infraero mantenha uma atenção especial sobre os pontos criticados em relação ao Aeroporto de Palmas, principalmente diante do aumento de voos, para que o terminal tocantinense possa contar com os mesmos serviços seguros e com melhor qualidade prestados aos passageiros em diversos outros aeroportos gerenciados pela empresa no país.