No valor de US$212 milhões, Air Peace confirma compra de mais jatos Embraer E2

A Embraer anunciou hoje (17), no Dubai Airshow 2019, que assinou um contrato com a Air Peace para a confirmação da compra de mais jatos E195-E2, o novo modelo de última geração da fabricante brasileira.

Avião Embraer E195-E2 Air Peace
Perspectiva artística do E195-E2 da Air Peace – Imagem: Embraer

Maior companhia aérea da Nigéria e da África Ocidental, a Air Peace confirmou direitos de compra do contrato original assinado em abril deste ano, em que tinha 10 aviões confirmados e outros 20 em direitos de compra.

Essas novas aeronaves E195-E2 serão incluídas na carteira de pedidos (backlog) da Embraer do quatro trimestre de 2019 e o contrato está avaliado em US$ 212,6 milhões, com base nos preços atuais de lista.

Prestes a se tornar a primeira operadora dos E-Jets E2 na África, o pedido firme da Air Peace, anunciado em abril, subiu agora para 13 aviões E195-E2 confirmados, com outros 17 direitos de compra para o mesmo modelo. A primeira entrega está prevista para o segundo trimestre de 2020.

“Estamos recebendo dados impressionantes sobre o desempenho”

O chairman e CEO da Air Peace, Allen Onyema, afirmou que a ampliação das vendas confirmadas é resultado do ótimo desempenho que os jatos E2 estão tendo nas companhias que já o receberam:

“Estamos recebendo dados impressionantes sobre o desempenho operacional da aeronave, que está em serviço gerando receita, e esse foi um fator determinante para fazer esse novo pedido firme à Embraer. Estamos ansiosos para receber nossa primeira aeronave”.

Subsidiária da Air Peace, a Air Peace Hopper começou a operar seis ERJ145 no ano passado, em rotas curtas. Essa experiência com os produtos e serviços da Embraer, incluindo o programa pool de suporte de peças, foram fatores-chave na escolha do E2.

Avião Embraer ERJ-145 Air Peace
Embraer ERJ-145 da Air Peace – Imagem: Embraer

Os jatos E195-E2 da Air Peace terão uma configuração de duas classes – Primeira e Econômica – com 124 assentos. A Air Peace opera mais de 20 rotas locais, regionais e internacionais e tem planos estratégicos para expandir esses destinos.

Os dois acidentes da Air Peace neste ano

A chegada dos Embraer 195-E2 na frota da Air Peace pode representar um momento de melhora para a imagem da empresa, com aeronaves novas e mais confiáveis, já que somente neste ano de 2019 a companhia aérea teve dois Boeings 737 envolvidos em incidentes de pouso.

Em junho, um 737-500 fazia o voo P47291 de Abuja para Port Harcourt e derrapou na pista durante o pouso, sob fortes chuvas. Um passageiro do voo filmou o incidente com o telefone celular. Todos os 87 passageiros e 6 tripulantes foram evacuados rapidamente e sem problemas, e a empresa atribuiu o incidente à retenção de água na pista.

Cerca de 1 mês depois, um Boeing 737-300 da Air Peace fez uma aterrissagem dura no Aeroporto Internacional Murtala Muhammed, em Lagos (Nigéria), resultando em um violento toque na pista e subsequente afundamento do trem de pouso dianteiro.

A companhia aérea disse que a comandante Simisola Ajibola notou uma mudança repentina no clima ao se aproximar de Lagos e exigiu pousar na pista maior. “Depois de aterrissar com segurança e rolar para a saída da pista, o trem do nariz desenvolveu um problema e colapsou parcialmente”, afirmou a empresa.

Veja nas duas matérias a seguir as imagens desses dois casos, incluindo o vídeo do passageiro do incidente de junho:

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Itapemirim planeja ponte-aérea entre Brasil e Uruguai com 40 voos em...

0
A Itapemirim Transportes Aéreos parece estar apostando alto no público da da final da Copa Libertadores da América, tendo registrado na ANAC