Início Acidentes e Incidentes Veja a Declaração de Crise da Airbus sobre o acidente com o...

Veja a Declaração de Crise da Airbus sobre o acidente com o A320 no Paquistão

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Imagem: Shadman Samee [CC]

Como é de praxe na aviação civil, sempre que um acidente de grandes proporções ocorre a fabricante do modelo da aeronave emite um comunicado com informações sobre o jato envolvido, bem como com o anúncio de sua participação nas investigações conforme práticas padrões internacionais.

Foi o que ocorreu com a Airbus nessa sexta-feira, 22 de maio, diante da queda do A320 no Paquistão, que perdeu a potência de seus motores e caiu sobre um bairro a poucos segundos da pista de pouso, conforme revelaram vídeos e imagens, bem como o áudio da comunicação do piloto com o controlador de voo.

Veja a seguir o que a fabricante europeia escreveu em seu comunicado oficial.

“Declaração de Crise

A Airbus lamenta confirmar que uma aeronave A320 operada pela Pakistan International Airlines envolveu-se em um acidente durante o voo PK8303 de Lahore para Karachi em 22 de maio de 2020. Os relatórios iniciais indicam que havia 91 passageiros e 8 tripulantes a bordo. Nossos pensamentos estão com todos os afetados.

Nesta fase, a Airbus não possui informações confirmadas sobre as circunstâncias do acidente. A aeronave, de número de registro AP-BLD, número de série do fabricante 2274, entrou em serviço pela primeira vez em 2004. Está em operação com a Pakistan International Airlines desde 2014. A aeronave registrou cerca de 47100 horas de voo e 25860 ciclos de voo até hoje. Era alimentado por motores CFM56-5B4/P.

De acordo com o anexo 13 da ICAO, a Airbus está fornecendo assistência técnica completa ao Bureau d’Enquêtes et d’Analyses (BEA) da França e às autoridades paquistanesas responsáveis ​​pela investigação. O suporte técnico também está sendo fornecido pela Pakistan International Airlines e pela fabricante de motores CFM.

Mais atualizações serão fornecidas assim que mais informações consolidadas estiverem disponíveis e a Airbus estiver autorizada a divulgá-las.”

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Sair da versão mobile