Veja quanto custa manter um avião estocado neste pequeno aeroporto francês

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A330neo da Azul está em aeroporto francês que ficou lotado – Foto por MAX Aviation

Um pequeno aeroporto francês virou um grande estacionamento de grandes jatos, e cobra milhares de reais por mês para estocar os aviões. Localizado a 250 km ao sul de Paris, o Aeroporto de Chateauroux já serviu de base aérea da OTAN e leva o nome de Marcel Dassault, criador da fabricante de jatos civis e militares Dassault Aviation.

O pequeno aeroporto sempre foi utilizado para estocar aeronaves por longos prazos e conta com grandes oficinas de manutenção. Agora, segundo o diretor do Aeroporto, Didier Lefresne, o local já está próximo da sua capacidade máxima, já que 50 jatos estão parados ali, incluindo o maior avião comercial do mundo, o Airbus A380.

Airbus A380 da British divide o pátio com outros aviões em Chateauroux

Os principais clientes são a própria Airbus, que tem estocados 23 aviões no aeroporto. Estes jatos deveriam ter sido entregues, mas não foram por causa da pandemia, que forçou diversas companhias aéreas a postergarem o recebimento dos aviões, dada a queda drástica na demanda. Uma dessas companhias é a Azul Linhas Aéreas, que tem um de seus A330-900neo (futuro PR-ANX) estocado no aeroporto, ainda sob a posse da Airbus.

Outra grande cliente do aeroporto é a British Airways, que estocou em Chateauroux a maioria de seus Airbus A380-800: um total de 10 gigantes dos 12 da companhia estão no aeroporto francês.

“Do ponto de vista financeiro, é uma coisa boa para Chateauroux. Mas ao mesmo tempo é muito triste e reflete a situação dramática que está se desenvolvendo na indústria”, afirma Didier à Bloomberg.

Segundo o diretor, as taxas de estacionamento mensal vão de €3 mil até €5 mil euros, o que convertido para reais fica entre R$19 mil e R$32 mil, a depender do espaço que o avião ocupa.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias