Vêm a público novas imagens do raro A330-800neo nas cores da Uganda Airlines

Novo A330-800neo da Uganda Airlines sai da pintura. IMAGEM: Airbus

A Airbus e Uganda Airlines, companhia nacional do país no nordeste da África, divulgaram mais algumas imagens da pintura do primeiro dos dois novos A330-800neo encomendados pela empresa africana. A foto mostra a aeronave saindo da saindo da oficina de pintura da Airbus, em Toulouse, na França. Uma imagem anterior tinha sido registrada em setembro deste ano sob a lente de um spotter local, mas mostrava o jato ainda sem pintura.

A pintura destaca, na cauda do Airbus, as faixas coloridas em preto, amarelo e vermelho, identidade oficial do país, além do brasão com o grou-coroado, ave símbolo de Uganda. A proposta, é que a aeronave seja entregue pela fabricante à operadora até dezembro, dois meses depois do previsto inicialmente.

De acordo com o jornal Independent, de Uganda, a Uganda Airlines planeja usar os dois A330-800 encomendados a Airbus para construir uma rede de médio e longo curso, com aeronaves de alta tecnologia e com operações mais eficientes e econômicas.

Em entrevista ao jornal, o CEO em exercício da companhia, Cornwell Muleya, disse que planeja iniciar os voos internacionais no próximo ano.  “Nossa meta é receber a aeronave pelo menos até dezembro, para que no início do ano novo possamos iniciar nossas operações”, informou o executivo. “Nosso principal objetivo é ter três conexões internacionais, que são Dubai, Londres, e também no mercado chinês, em Guangzhou”, acrescentou.

A Uganda Airlines tem, atualmente, quatro Bombardier CRJ 900, que operam oito rotas regionais desde agosto de 2019. As aeronaves foram encomendadas em 2018 junto com os dois A330-800neo que estão em fase final de fabricação.

A330-800neo

O Airbus A330neo é uma nova aeronave widebody, bimotor, turbofan, que foi desenvolvida pela Airbus para substituir o Airbus A330.Lançada em julho de 2014, a Família A330neo é composta por duas versões: A330-800 e A330-900.

Com apenas onze unidades vendidas para empresas de segunda linha, sendo um para a Air Greenland, dois para a Uganda Airlines e oito para a empresa aérea nacional do Kuwait, o A330-800neo lutou para sair do papel. Com o atraso na certificação, a Airbus não conseguiu seguir seu cronograma original de entregar a primeira unidade em abril, e agora planeja novas datas no quatro trimestre.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias