Início Empresas Aéreas Vida do Boeing 737-200 em uma das poucas empresas que ainda o...

Vida do Boeing 737-200 em uma das poucas empresas que ainda o voa se aproxima do fim

Foto RAF-YYC , CC BY-SA 2.0, via Wikimedia

A Canadian North deve aposentar seus dois Boeings 737-200 restantes até o início de 2022 e substituí-los por outros tipos, incluindo pelo menos um ATR 42-500, o vice-presidente da companhia aérea (cliente e comercial) Andrew Pope disse ao jornal local Nunatsiaq News.

“Para estender [suas vidas] ainda mais, seriam necessários investimentos de capital proibitivamente caros. Nossa intenção é investir esses fundos em novas aquisições de aeronaves para apoiar toda a nossa rede, incluindo a região de Kitikmeot”, disse ele. Os 737-200 da companhia aérea têm 41 anos e foram adquiridos em 2001.

Um dos narrowbodies será substituído por um ATR 42-500. O segundo avião será substituído por um cargueiro, disse Pope, embora não tenha divulgado o tipo. Os Boeing 737-200 estão em uma configuração combinada e podem transportar até 112 passageiros ou até seis paletes de carga, ou qualquer combinação de passageiros e carga. A aeronave pode operar em pistas de cascalho, uma consideração importante para o tipo de substituição.

Além dos dois Boeing 737-200, a Canadian North opera dez 737-300. Ela é hoje uma das poucas empresas aéreas do mundo a operarem com o modelo -200, popularmente chamado de “breguinha” no Brasil. Recentemente, fizemos um levantamento das empresas regulares que ainda o voam com passageiros. Lembrando que a Canadian North é uma empresa essencialmente de fretamentos.