Vídeo interno da Latam dá a dimensão da crise para a empresa aérea

Na gravação transmitida a 43.000 funcionários, Enrique Cueto, atual CEO da Latam, e Roberto Alvo, seu sucessor, dão conta das medidas que a empresa está tomando para passar pela crise causada pela disseminação do coronavírus ao redor do mundo

Avião Airbus A350 LATAM

Apesar de ser um vídeo de 2 minutos e 20 segundos, ele revela a forte crise pela qual a indústria aérea mundial está passando e os efeitos que ela pode ter na Latam Airlines, uma das principais empresas do setor no país.

“Estamos enfrentando uma situação sem precedentes no setor aéreo global como resultado do avanço do coronavírus”, disse Cueto, acrescentando que a Alvo coordenará as ações da empresa durante a crise.

Por sua vez, Alvo aponta que, nesse cenário, o objetivo é “cuidar da sustentabilidade de longo prazo da empresa”, que está sendo ameaçada. Por isso, adotaram a dura medida de reduzir a capacidade internacional em 30%, nos meses de abril e maio.

“Essa redução nas operações significará uma queda significativa em nossa receita e afetará a liquidez da empresa “, disse ele, acrescentando que ” paramos todos os investimentos, suspendemos todas as contratações e cortamos despesas desnecessárias “.

Tudo isso, ele ressaltou, porque estão “comprometidos em cuidar do trabalho das pessoas para evitar, na medida do possível, a saída de funcionários”.

Por fim, ele disse que, no caso dele, reduzirá seu salário em 25% temporariamente e trabalhará em medidas semelhantes para o restante do conselho e os principais executivos. “Não descartamos tomar novas decisões”, concluiu Alvo.

Outras medidas já foram tomadas pela LATAM, veja nas histórias abaixo:

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Comentários estão fechados.