Vídeos mostram troca de peça trincada em Boeing 737 da GOL

Vídeos inéditos mostram a troca de uma peça de um Boeing 737 com trincas, que fez com que a GOL paralisasse alguns de seus aviões, causando transtornos na companhia.

Boeing 737 GOL pickle fork
Vídeo mostra troca de peça trincada em Boeing 737 da GOL

O vídeo teria sido gravado por funcionários da Boeing na unidade da companhia em Victorville, no Sul da Califórnia, cidade localizada no caminho entre Los Angeles e Las Vegas, no meio do deserto.

Esta unidade da Boeing é responsável por pinturas e estocagem de aviões, além de manutenções pesadas como conversões para cargueiros e substituição de motores.

Foi nesta unidade que os Boeings 787 Dreamliner da LATAM Chile e da Avianca Colômbia tiveram seus motores Rolls-Royce substituídos, após diversos problemas que também causaram a paralisação de algumas unidades do jato.

No vídeo é possível ver dois funcionários da Boeing, com macacões da empresa, retirando o agora famoso Pickle Fork da fuselagem. A peça é uma espécie de forquilha/garfo, cuja parte superior está conectada à fuselagem, enquanto a bifurcação conecta-se à estrutura central da asa.

Durante a conversão de um 737 de passageiros para carga para a gigante Amazon em setembro passado, foi detectado que esta peça tão vital estava com trincas. Trincas que deveriam aparecer só no final da vida útil do avião e estão aparecendo no “primeiro terço” de vida.

A primeira aérea a constatar o problema foi a Southwest Airlines, maior operadora de 737 no mundo, que achou a trinca em dois de seus jatos.

Depois então, diversas empresas aéreas começaram a fazer a inspeção boroscópica para averiguar se a trinca existe em seus Boeings. O tempo médio dessa análise é de uma hora. Até agora foi reportado que além da Southwest, a SAS, a Korean Air, a GOL Linhas Aéreas, a Garuda Indonesia e a sua subsidiária Sriwijaya Air encontraram as trincas em seus jatos.

Pickle Fork é mostrado em negrito na fuselagem

A brasileira colocou no chão em torno de 10 aeronaves, sendo que a primeira delas, o 737-800 SFP de matrícula PR-GTG, produzido em 2006, foi encaminhado para a Califórnia para reparos.

É a aeronave que aparece no vídeo, já que está ainda nas cores antigas da companhia, com motor na cor laranja e logo antigo no seu winglet. No primeiro vídeo é possível ver parte da matrícula (GT) escrita sobre as asas.

Esquema frontal do Pickle Fork

Infelizmente os vídeos mostram apenas a peça sendo retirada, mas dá uma dimensão de como ela é grande e fixa à fuselagem. O trabalho de troca da peça demora 15 dias. A próxima aeronave da GOL a ir para a Califórnia será o PR-VBQ, que chega em Victorville até o próximo final de semana.

A GOL espera estar com a frota normalizada até 15 de dezembro. Até lá, surgiram informações de que a empresa arrendou um Boeing 767 da EuroAtlantic para cobrir o espaço deixado pelos 737NG trincados e seus sete 737 MAX paralisados.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos