Virgin Australia abandona os grandes jatos e terá apenas Boeings 737 na frota

A Virgin Australia anunciou que irá sair dos voos de longa duração com a retirada dos Boeings 777 e Airbus A330, como parte do processo para reestruturar a empresa. Até então, a aérea contava com cinco jatos Boeing 777-300ER e seis Airbus A330-200, com média de idade de 8 anos e meio, segundo reporta o site Executive Traveller.

Os modelos da Boeing faziam voos exclusivamente para Los Angeles, a partir de Brisbane, Melbourne e Sydney. Já os Airbus voavam para Hong Kong e Tóquio, além de voos domésticos trans-australianos, que atravessam o país de ponta a ponta.

Com a retirada destes aviões, a empresa irá voar apenas o Boeing 737, fazendo apenas rotas domésticas além de voos para a vizinha Nova Zelândia.

O processo faz parte da reorganização da empresa, após seu controle passar para a empresa Bain Capital durante a pandemia. Com isso, a Qantas se consolida como a única grande empresa australiana a manter uma representativa rede internacional de longa distância.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Neurociência vai liberar poder do cérebro dos pilotos em 3 anos,...

0
Pode soar como algo saído de um filme de ficção científica, mas uma equipe de pesquisa está buscando desbloquear os poderes do cérebro.