Início Empresas Aéreas Volta a voar o maior avião rosa que virá para a Azul...

Volta a voar o maior avião rosa que virá para a Azul Linhas Aéreas

Imagem: Eurofilms, via YouTube

Voltou à fábrica da Airbus em Toulouse, na França, o maior avião rosa a ser em breve integrado à frota da Azul Linhas Aéreas, após 8 meses estocado por conta da crise aérea.

A boa notícia ocorre depois que, em dezembro de ano passado, o jato havia já passado pelo voo de aceitação do cliente, porém, com a ocorrência da segunda onda da Covid-19, foi enviado em janeiro de 2021 para estocagem no Aeroporto de Chateauroux, ao norte de Toulouse.

Relembre no vídeo a seguir os testes de solo e de voo que ele havia feito antes da estocagem:

Desde então, o A330 havia feito dois voos locais de pouco mais de 1 hora e 20 minutos cada um, em abril e em junho, apenas por questões de preservação da aeronave diante do longo tempo de inatividade.

Agora, nesta quinta-feira, 16 de setembro, o grande e chamativo avião rosa finalmente deixou a estocagem para o retorno à principal linha de produção da Airbus. O voo de translado de aproximadamente 1 hora ocorreu no início da tarde, conforme registro da plataforma de rastreamento RadarBox:

O jato rosa fazendo o voo de translado – Imagem: RadarBox

Este Airbus A330-900, maior modelo entre os dois integrantes da família de última geração A330neo, possui número de série 1952 e atualmente é registrado sob a matrícula F-WWYO de testes da Airbus. Depois, ganhará o registro PR-ANV ao vir para o Brasil.

Será o quinto e último avião da encomenda do modelo A330-900 da Azul, que já opera os exemplares de matrículas PR-ANW, PR-ANX, PR-ANY e PR-ANZ. Ela ainda conta com oito jatos da geração anterior A330-200 em sua frota para seus serviços internacionais ou nacionais em rotas de grande demanda de passageiros e/ou carga aérea.

A Azul utiliza a pintura rosa para promover, através de seus aviões, a campanha Outubro Rosa de prevenção e apoio ao combate do Câncer de Mama. Assim, a movimentação da quinta-feira levanta a expectativa: uma vez que o PR-ANV já até havia passado pelo voo de aceitação da Azul, será que neste Outubro Rosa de 2021 já veremos o novo A330neo no Brasil?