Volta dos voos da IBERIA ao Brasil confirmada para outubro

Foto de Clément Allong

Após postergar múltiplas vezes o retorno ao Brasil em face às mudanças nas restrições de viagem e à situação da epidemia de coronavírus, a Iberia estipula um novo plano de retorno a São Paulo e Rio de Janeiro a partir de sua base em Madri. No mais, a volta traz consigo uma novidade, que é a entrada do Airbus A350-900 XWB na rota para a capital paulista, no lugar dos Airbus mais antigos (A330/A340) – ao menos é o que indica o registro da empresa na ANAC.

Quanto será a volta

Segundo passou a constar do registro de voos da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) desde a última sexta (11), o voo diário na rota de São Paulo a Madri será operado pelo A350-900 e começa no dia 25 de outubro. Enquanto isso, para as frequências diárias ao Rio de Janeiro a empresa colocará o Airbus A330-200, com início na mesma data.

A entrada desse modelo na rota para São Paulo era esperada em face à importância estratégica da operação. Um avião mais econômico aumentará o lucro da rota e, por ser mais moderno, a empresa concorrerá com a Latam, que já usa o A350 nos seus voos a Madri.

Além disso, nunca é demais lembrar que o A350-900 é um avião bimotor, com alcance de 14.800 km, e que consome 25% menos combustível que outros modelos de capacidade semelhante, o que também significa uma redução de 25% nas emissões de CO2. Quando comparado com os quadrirreatores Airbus A340-300/-600 que a Iberia usava nessas rotas ultimamente, o A350 é uma máquina de fazer dinheiro.

No total, a Iberia terá 20 unidades do A350

Até 2023, a empresa receberá um total de 20 unidades do A350-900. Essas aeronaves têm uma configuração de 348 assentos: 31 na classe Executiva, 24 na nova cabine Premium Tourist e 293 na classe Tourist.

Os corredores mais largos e a distribuição interna permitiram expandir o espaço para os passageiros, além de ter mais capacidade para bagagem de mão nas três cabines. Todos os assentos têm entretenimento à la carte individual, conectores para recarregar dispositivos pessoais e Wi-Fi.

A350 já esteve em SP

No dia 31 de outubro de 2019, o A350 da Iberia pousou pela primeira vez no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Na ocasião, o avião de matrícula EC-NBE, fazia a rota de Buenos Aires a Madri, mas acabou obrigado a desviar de seu curso original e seguir para Guarulhos devido a uma situação de emergência a bordo.

Após cerca de duas horas em solo paulista, o jato decolou rumo a Madri.

Um mercado estratégico

Atualmente, a Iberia já utiliza o modelo Airbus A350-900 nas rotas que ligam Madri a Buenos Aires, Bogotá, Santiago e Nova Iorque. Por razões históricas, a América Latina representa um mercado estratégico para a Iberia. A colonização espanhola e os fluxos migratórios do pré, durante e pós-guerras, estreitaram muito os laços das duas regiões, resultando em voos lotados quase todos os dias. Rotas de tamanha importância podem ser ainda mais rentabilizadas se operadas por aeronaves econômicas como o A350, e essa é a estratégia da Iberia.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Após pedidos, empresa explica que não pode vender peças de seu...

0
Para a infelicidade dos interessados, a companhia explica os motivos que fazem com ela não possa proceder com o repasse das partes.