Voos com 737 MAX são suspensos após problema no motor CFM LEAP.

Foto: Airways Magazine

A Boeing suspendeu ontem, 10 de maio, todos os voos com aeronaves 737 MAX após a fabricante de motores CFM International notificá-la que está “preocupada com a qualidade” dos discos da turbina de baixa pressão (low pressure turbine) dos motores CFM LEAP 1B.




Não está claro ainda se essa suspensão dos voos irá afetar o início das operações comerciais do 737 MAX, que está previsto para a próxima semana com a companhia aérea Batik Air Malasia. Diante do ocorrido, a Boeing e a CFM planejam entregar os 737 com as correções na turbina até o final deste mês.

A Boeing ainda declarou que nunca detectou algum tipo de problema no disco da turbina de baixa nos 737 MAX fabricados até agora. A fabricante já voou por mais de 2 mil horas com os aviões de teste e com as primeiras unidades de série.

O CFM LEAP também equipa o concorrente Airbus A320neo, porém numa versão diferente, LEAP 1A. Apesar de compartilharem diversas peças e a mesma arquitetura no geral, a versão 1A utiliza um design diferente para a turbina de baixa pressão, e o disco da mesma é feito por um fornecedor diferente, segundo a CFM International declarou.

Apesar de esperar que o problema seja solucionado nos próximos 20 dias, aparentemente todos os motores LEAP 1B deverão retornar à suas fábricas em Lafayette, no estado americano de Indiana, ou em Villaroche, na França, o que pode causar um atraso adicional na solução do problema.
Informações pela Flight Global.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias