Voos da ONU levam 100 toneladas de carga humanitária para o Afeganistão

A ONU enviou, na segunda-feira (18), 100 toneladas de ajuda ao Afeganistão com voos chegando ao aeroporto de Termez, no Uzbequistão, relatou a agência estatal turca Anadolu.

De acordo com o ACNUR da Ásia Central, a ajuda coletada será enviada de caminhão para Mazar-e-Sharif, no Afeganistão, através da passagem de fronteira Termez-Hairatan a partir do Centro de Carga Termez. Os suprimentos básicos de socorro devem ajudar os afegãos a se prepararem para o inverno.

“Acreditamos que esta nova rota de entrega de ajuda contribuirá para os esforços globais para enfrentar a crise humanitária no Afeganistão e para ajudar milhões de pessoas afetadas por ela”, disse Dumitru Lipcanu, representante adjunto do ACNUR para a Ásia Central, em um comunicado anterior.

De acordo com o órgão da ONU, mais de 3,5 milhões de afegãos estão atualmente deslocados internamente, incluindo mais de meio milhão desde o início do ano.

Voos de evacuação seguem acontecendo

Também na segunda-feira, o nono voo de evacuação da Qatar Airlines decolou de Cabul, levando centenas de afegãos para Doha, disse uma autoridade do Catar.

Mais de 353 passageiros, incluindo um número desconhecido de americanos, professores e alunos da Universidade Americana do Afeganistão, cidadãos do Afeganistão, Austrália, Holanda e Dinamarca foram transportados para fora de Cabul.

Os passageiros serão enviados para a instalação onde os evacuados estão instalados e serão testados para COVID-19 antes de partir para seus respectivos destinos.

O voo com 353 pessoas foi o maior desde que a Qatar Airlines iniciou o processo de evacuação em 31 de agosto.

Na semana passada, seu oitavo voo de evacuação levou jogadores de futebol afegãos para Doha.

O Catar reconheceu que continuará a trabalhar com parceiros internacionais para que garantam a liberdade de movimento no Afeganistão.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias