Início Mercado Voos voltam a ser suspensos na China para conter surto de Covid

Voos voltam a ser suspensos na China para conter surto de Covid

Avião Boeing 787-9 Dreamliner China Southern Airlines
Boeing 787 da China Southern – Imagem: Kevin Hackert / CC BY-NC 2.0, via Flickr

Voos cancelados, fechamento de escolas e campanhas intensas para testagem de Covid-19 marcam um novo surto da pandemia na China.

Segundo informações da Agência France Presse (AFP) divulgadas pelo site swissinfo.ch, a origem dessa nova onda é devida a um casal de idosos que viajava em um grupo de turistas e espalharam o vírus.

Eles começaram a sua rota em Xangai, antes de voarem a Xian e para as províncias de Gansu e Mongolia Interior.

Até o momento, foram detectados dezenas de casos ligados com pessoas que tiveram contatos próximos com o casal em ao menos cinco províncias e regiões da China, incluindo a capital Pequim.

Com isso, somente nessa última quinta-feira, 21 de outubro, a Comissão Nacional de Saúde da China notificou 13 novos casos de contágio local.

Com o bloqueio de voos, segundo dados do site VariFligth, 60% dos serviços aéreos para os aeroportos de Xian e Lanzhou, por exemplo, foram suspensos.

Voos cancelados em Lanzhou – Imagem: Lanzhou Airport

Além da realização de testagens em massa em alguns lugares, as autoridades chinesas pedem para que a população desses locais não saiam de casa. Para sair, somente com teste negativo da Covid-19 e para o necessário.

O tráfego de passageiros no Aeroporto de Lanzhou em 2018 foi de 13,8 milhões, enquanto no de Xian, foi de 44,6 milhões de pessoas no mesmo ano.

Sair da versão mobile